Molhou o celular? Veja o que fazer

Não se desespere. Ainda há salvação para o aparelho. Mas você precisará agir rápido. Confira nossas dicas.

Comentários Débora Pricila Silveira
Seguir
  -

Embora já existam no mercado smartphones com resistência a água, a exemplo do Moto G 3ª Geração, boa parte dos aparelhos ainda são sensíveis ao líquido. Basta um minuto de distração para que um copo com água seja despejado sobre o aparelho ou para que ele escorregue das mãos e encontre um recipiente cheio. Isto para não citar os esquecimentos no bolso da calça que vai para a lavagem ou na hora de dar um mergulho na piscina ou no mar com o telefone acomodado no bolso. São inúmeros os exemplos que poderiam ser listados por aqui, mas você já deve os conhecer bem, afinal, quem não sente um pavor em pensar no fiel companheiro danificado por uma distração? Estes dias mesmo, minha mãe havia perdido o seu celular e mais de um mês depois o encontramos caído dentro do freezer (é sério). Aí surgiu aquela dúvida, será que ainda tem salvação? E o que fazer?

Caso situações parecidas como as listadas acima aconteçam com você, com exceção da parte do freezer, que eu duvido que aconteça com outra pessoa, não se desespere, se agir rápido ainda haverá como salvar seu querido aparelho. Basta seguir as dicas que listaremos a seguir.

1. Retire da água e NÃO ligue o aparelho

Ok, o primeiro impulso será retirá-lo da água e isto está certo, mas, em 99% dos casos a ação que virá a seguir será tentar ligar o aparelho para ver se ainda está funcionando. Contudo, não faça isso, vença este impulso, pois se ativar o aparelho com ele molhado, você corre o risco de colocar o salvamento a perder logo de cara. Isto porque ao ligar o smartphone ele pode sofrer um curto-circuito. E, caso ele esteja ligado após o banho forçado, desligue-o imediatamente.

Ah, outra dica importante. Caso o celular esteja na água, conectado a um carregador ligado à tomada, não mexa no aparelho até desligar a rede de energia elétrica. Após certificar-se de que a energia tenha sido cortada de todos os cômodos da casa, aí sim retire o aparelho da água. Se fizer o contrário, você corre o risco de levar um choque, que pode inclusive ser fatal.

2. Seque o aparelho

Operação salvamento parte 1, ok. Agora é hora da respiração boca a boca, digo, é hora de secar o aparelho. Para isso utilize papel toalha ou panos limpos. Enquanto a toalha de papel estiver absorvendo a água, retire a bateria do celular. Este passo é importante pois muitos circuitos internos resistem a água, mas é importante que eles não tenham nenhuma fonte de energia enquanto estão molhados ou úmidos. Remova também os componentes internos removíveis, como cartão de memória e o chip e seque-os.

Veja também:

3. Aspirador de pó

Qualquer gota deixada no interior do aparelho pode prejudicá-lo, corroendo-o e causando mau contato. Para sugar o líquido das partes internas utilize um aspirador de pó. Mantenha o bico de sucção do eletrônico em todas as entradas e aberturas do celular, por uns dois minutos. Mas tenha cuidado para não deixar o eletrodoméstico muito perto do smartphone, ele pode criar eletricidade estática e piorar a situação do aparelho.

Muitas pessoas costumam usar secador de cabelo ou deixar o aparelho no sol, mas estes recursos não são indicados. No caso do secador, como o ar é muito concentrado em um ponto só, ele poderá espalhar ainda mais a umidade nos componentes pequenos e profundos dentro do smartphone. Além disso o calor pode derreter algumas peças internas que são sensíveis.

Você também não deve colocar o celular no sol, devido ao calor excessivo, que pode prejudicar o aparelho. Caso o fizer deixe por pouco tempo.

4. Utilize uma substância eficiente em remover a umidade

Você já deve ter escutado por aí que se caso o celular molhe o indicado é colocá-lo dentro de uma tigela com arroz cru. Pois é, isto realmente é indicado. Isso porque o arroz consegue absorver a umidade do ambiente. Você ainda pode substituí-lo por Sílica em gel (aqueles pacotinhos com cristais que ficam dentro das bolsas, frascos de medicamentos e calçados), eles conseguem ser ainda mais eficientes que o alimento.

Coloque a sílica ou o arroz em um pote que possa ser bem fechado e que consiga cobrir todo o aparelho. Deixe o smartphone neste processo de secagem por 24 horas. Durante este período é interessante que você vá mudando o posicionamento do celular.

5. Seque novamente

Passado as 24 horas do aparelho no arroz ou na sílica, retire o smartphone do recipiente e coloque-o para repousar sobre uma toalha absorvente ou lenços de papel. Deixe neste processo por mais umas 4 ou 6 horas. Após este tempo, veja se tem sinais de água no papel. Se a resposta for sim, repita o método do aspirador de pó e coloque o aparelho no arroz por mais um dia.

6. Teste o aparelho

É chegada a hora da verdade. Após ter realizado todos estes procedimentos e ter esperado pelo menos 24 horas, verifique se todas as partes do seu celular estão limpas e secas, examinando cada cantinho. Volte a colocar a bateria e os demais componentes no celular e tente liga-lo. Se ele não ligar de início, coloque-o para carregar por uns 30 minutos. Se ainda assim não funcionar, tente liga-lo na tomada sem a bateria, se ele ligar, é porque este componente foi danificado e necessita ser trocado.

Se mesmo seguindo todos estes passos o seu celular não ligar, procure uma assistência técnica e conte direitinho o que aconteceu. Esconder que o celular foi molhado de nada vai adiantar e só vai prejudicar o conserto. Boa sorte!

PS: O celular que caiu no freezer está funcionando =D

 
carregando...

FAÇA UM COMENTÁRIO
Faça um comentário sobre este assunto
Enviar
Últimas publicações
TOPO