Oficina da Net Logo

Hospitais na Bélgica contam com robôs para ajudar com pacientes

Em Liège, Pepper continuará na recepção. Já em um hospital da cidade Oostende, no noroeste da Bélgica, ele terá a missão de acompanhar os visitantes pelos corredores.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

O robô “Pepper” foi apresentado na segunda-feira (13) para exercer a função de recepcionista em um hospital. Assim, deste então, o hospital regional La Citadelle na cidade de Liège, no sudeste da Bélgica, recebeu o novo membro para exercer a função de recepcionista.

Hospitais na Bélgica contam com robôs para ajudar com pacientes
Robôs estão sendo usados nos hospitais da Bélgica para ajudarem na recepção das pessoas. O robozinho Pepper é capaz de reconhecer até vinte idiomas.

Leia também:

Leia em destaque: Como usar a tecnologia para diminuir a ansiedade?.

O humanoide, de 1,40 metro de altura, com cara arredonda, e ainda equipado com rodas, que ficam escondidas debaixo da sua carcaça branca. Ele possui ainda um monitor no peito, e será capaz de receber pacientes e visitantes em dois hospitais belgas.

Em Liège, Pepper continuará na recepção. Já em um hospital da cidade Oostende, no noroeste da Bélgica, ele terá a missão de acompanhar os visitantes pelos corredores até os diferentes serviços.

O porta-voz da companhia belga Zora Bots, Raphaël Tassart, que desenvolveu os programas instalados no Pepper, disse que o robozinho é capaz de identificar a voz humana em 20 idiomas e ainda determinar se o interlocutor é uma mulher, homem ou criança. O valor de Pepper é de 30 mil euros (cerca de R$ 108 mil).

Outros robôs da mesma família já estão sendo usados na área hospitalar, estando presentes em cerca de 300 hospitais e centros de idosos em vários países. Em Liège e Oostende, os robôs, que são chamados de Nao, são usados como auxiliares em locais que necessitam de muita atenção, como geriatria e pediatria.

MAIS SOBRE: #robos  #hospital  #pepper  #rafaelapozzebon
Comentários
Carregar comentários