Hospitais na Bélgica contam com robôs para ajudar com pacientes

Em Liège, Pepper continuará na recepção. Já em um hospital da cidade Oostende, no noroeste da Bélgica, ele terá a missão de acompanhar os visitantes pelos corredores.

Por | @oficinadanet Tecnologia

O robô “Pepper” foi apresentado na segunda-feira (13) para exercer a função de recepcionista em um hospital. Assim, deste então, o hospital regional La Citadelle na cidade de Liège, no sudeste da Bélgica, recebeu o novo membro para exercer a função de recepcionista.

Hospitais na Bélgica contam com robôs para ajudar com pacientes
Robôs estão sendo usados nos hospitais da Bélgica para ajudarem na recepção das pessoas. O robozinho Pepper é capaz de reconhecer até vinte idiomas.

Leia também:

O humanoide, de 1,40 metro de altura, com cara arredonda, e ainda equipado com rodas, que ficam escondidas debaixo da sua carcaça branca. Ele possui ainda um monitor no peito, e será capaz de receber pacientes e visitantes em dois hospitais belgas.

Em Liège, Pepper continuará na recepção. Já em um hospital da cidade Oostende, no noroeste da Bélgica, ele terá a missão de acompanhar os visitantes pelos corredores até os diferentes serviços.

O porta-voz da companhia belga Zora Bots, Raphaël Tassart, que desenvolveu os programas instalados no Pepper, disse que o robozinho é capaz de identificar a voz humana em 20 idiomas e ainda determinar se o interlocutor é uma mulher, homem ou criança. O valor de Pepper é de 30 mil euros (cerca de R$ 108 mil).

Outros robôs da mesma família já estão sendo usados na área hospitalar, estando presentes em cerca de 300 hospitais e centros de idosos em vários países. Em Liège e Oostende, os robôs, que são chamados de Nao, são usados como auxiliares em locais que necessitam de muita atenção, como geriatria e pediatria.

Mais sobre: robos hospital pepper
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo