Stephen Hawking e Yuri Milner planejam missão interestelar

Batizada de StarShot, a nave poderia viajar até a segunda estrela mais próxima da Terra, a Alpha Centauri, que é o astro com brilho mais intenso da constelação de Centauro e ainda a terceira estrela mais brilhante vista a olho nu da Terra.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Cada vez mais os homens possuem interesse em descobrir os mistérios do Universo. Levando em consideração o fato, Stephen Hawkinh e o empresário russo Yuri Milner estão desenvolvendo um projeto de uma espaçonave mais leve, que seja capaz de viajar mil vezes mais rapidamente do que qualquer outra máquina existente na atualidade. A missão é apoiada também por Mark Zuckerberg, criador do Facebook.

Batizada de StarShot, a nave poderia viajar até a segunda estrela mais próxima da Terra, a Alpha Centauri, que é o astro com brilho mais intenso da constelação de Centauro e ainda a terceira estrela mais brilhante vista a olho nu da Terra.

Stephen Hawking e Yuri Milner planejam missão interestelar

O renomado cientista disse que, dentro de uma geração a humanidade já seria capaz de realizar uma viagem desse nível. Vale notar que, incialmente, a viagem seria não-tripulada.

“Nós estamos aqui hoje para falar sobre nosso futuro no espaço. O que faz nós humanos únicos? Há muitas teorias... Alguns dizem que é nossa capacidade de nos comunicarmos ou as ferramentas que criamos, outros dizem que é nossa capacidade de raciocinar logicamente. Muitos, obviamente, não conheceram tantos humanos assim. Eu acredito que o que nos faz humanos é nossa capacidade de transcender limites. A gravidade nos mantém na Terra, mas eu acabei de voar para a América. Eu perdi minha voz, mas ainda consigo me comunicar graças ao meu sintetizador”, disse Hawkinh em entrevista coletiva.

 O projeto está estimado em 100 milhões de dólares, e usará nanonaves. Elas irão percorrer o espaço com uma espécie de vela (de barcos), porém, movida a radiação solar. O impulso inicial será dado por um raio laser projetado desde a Terra.

De acordo com Milner, a nanonave espacial possui o tamanho de um microchip e poderá navegar “pelo espaço a 20% da velocidade da luz”.

"Para termos uma ideia, a sonda viajaria um milhão de vezes mais rápido que um carro na estrada", explicou Milner. "Pela primeira vez podemos fazer algo mais do que ver as estrelas. Podemos alcançá-las."

Mais sobre: espaco, nave, missao
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.