Google tenta fugir da associação das buscas entre IE e a casa de shows Bataclan

Associação de termos nas buscas do Google Maps faz com que empresa revise os seus resultados.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

Para realizar qualquer busca no Google, basta digitar uma palavra, porém, através do algoritmo, a associação de palavras deixa o resultado da busca ainda mais completo e objetivo. No entanto, uma associação recente acabou gerando bastante desconforto. A boate Bataclan, um dos principais alvos dos atentados terroristas que atingiram Paris na última sexta-feira (13), acabou sendo associada ao Estado Islâmico.

O fato acontece em versões internacionais do Google Maps quando o usuário realiza uma pesquisa pela palavra “daesh”, que é uma expressão que, em árabe, significa Estado Islâmico. Após os atentados o termo ganhou ainda mais notoriedade.

Google tenta fugir da associação das buscas entre IE e a casa de shows Bataclan

Leia também:

O Google informou que as medidas cabíveis já estão sendo tomadas pelos engenheiros do serviço de mapas da companhia para que essa união de termos não ocorra mais. "Nos informaram sobre este problema no Google Maps e nossos engenheiros estão trabalhando nisto", declarou um porta-voz do Google.

De acordo com a empresa, a associação aconteceu por acaso, já que para chegar a tal resultado, os sistemas fizeram conexões entre os temas mais consultados na ferramenta de buscas, juntamente com locais no mundo que teriam a ver com as pesquisas.

A versão brasileira do Google Maps não exibe um resultado para a associação citada.

No último ataque terrorista em Paris, na França, 139 pessoas foram mortas. Somente no Bataclan 90 pessoas perderam a vida. Na noite de sexta-feira, no local, acontecia um show da banda Eagles of Death Metal.

Mais sobre: google, maps, buscas
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários