Mercado de smartphones receberá de volta a Nokia

Fora do mercado de smartphones desde a venda da sua unidade de dispositivos móveis para a Microsoft, a Nokia espera retomar as suas atividades oficialmente no final de 2016. Por enquanto, a empresa está focada na busca de parcerias e especialistas na área.

Por | @RafaelaPozzebon Tecnologia

A Nokia, como bem sabemos, está de fora do mercado de smartphones há algum tempo. A sua volta, no entanto, poderá ocorrer no final do próximo ano. O fim dos famosos aparelhos da marca ocorreu com a venda da companhia para a Microsoft.

Para voltar a ser uma grande produtora de celulares, a Nokia já está em busca de especialistas em software, testando novos produtos e ainda à procura de parceiros de vendas.

A Nokia já foi considerada a maior fabricante de celulares do mundo, no entanto, acabou sendo ultrapassada pelas concorrentes Apple e Samsung, que surgiram com aparelhos sofisticados no mercado, ofuscando os produtos da companhia. No final de 2013 a Nokia vendeu a sua unidade de aparelhos móveis para a Microsoft, e desde então o seu ramo é apenas a fabricação de equipamentos para redes de telecomunicações.

Mercado de smartphones receberá de volta a Nokia
Tablet N1 da nokia.

Leia também:

Rajeev Suri, chefe da Nokia, está planejando um retorno para a companhia. Porém, ele ainda precisa esperar até o final de 2016 para entrar na linha de dispositivos móveis. Neste período ocorrerá o fim do vencimento de contrato com a Microsoft, e assim, o final da concorrência.

Porém, mesmo que o prazo vença somente no próximo ano, a Nokia não está parada, e os preparativos para o retorno já estão em estágio avançado.

Para testar sua credibilidade no mercado, a Nokia lançou o tablet N1, em janeiro deste ano na China. Além disso, a fabricante anunciou há pouco uma “câmera para realidade virtual”.

O aplicativo para Android chamado Z Laucher, responsável pela organização de conteúdo em smartphones, também é outro lançamento da Nokia.

Como vantagens, a Nokia possui um dos maiores portfólios de propriedade intelectual da indústria de dispositivos móveis, o que inclui patentes que obteve após a venda de seu negócio de smartphones.

Fonte: Reuters

Mais sobre: nokia, smartphones, tablet
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários