Falcon 9 explode poucos minutos após o seu lançamento

A missão não tripulada lançada neste último domingo, 28 de junho, pela NASA, explodiu. O foguete Falcon 9 iria para sua sétima missão de reabastecimento junto a Estação Espacial Internacional - ISS

Por | @oficinadanet Tecnologia

O foguete "Falcon 9" que levaria a Estação Espacial Internacional – ISS, suprimentos, alimentos e experimentos científicos, entre eles o óculos HoloLens, da Microsoft, pertencente a empresa particular, SpaceX, foi lançado do "Cabo Canaveral", na Flórida, Estados Unidos, as 11h21 (horário de Brasília). De acordo com a companhia contratada pela Agência Espacial Norte Americana – NASA, a Falcon 9 detectou uma falha e acabou se desintegrando no céu em pouco menos de três minutos após o seu lançamento.

Para o CEO da SpaceX, Elon Musk, assim que a empresa conseguir maiores informações a respeito do problema ocorrido pelo foguete, ela irá se manifestar, vindo a declarar em sua conta no Twitter que: "A Falcon 9 teve um problema um pouco antes da primeira parada programada. Vamos fornecer maiores informações assim que analisarmos os dados".

A partir de agora, os investigadores irão analisar os mais de três mil canais de dados de telemetria que estavam gerando dados durante o lançamento do foguete e juntarão com os destroços que foram recolhidos e que ficaram espalhados pelo Cabo Canaveral após a explosão do Falcon 9.

Falcon 9 explode poucos minutos após o seu lançamento

Após a manifestação do CEO, o presidente da SpaceX, Gwynne Shotwell, garantiu que todas as medidas para descobrir o que aconteceu durante o lançamento até o momento da explosão serão tomadas e assim que for descoberta a causa, medidas de prevenção para corrigir os erros que deram origem a falha serão postas em prática. Vale ressaltar que essa era a sétima missão da SpaceX de reabastecimento da ISS, sendo a primeira a não ser completada. A Falcon 9 já efetuou 18 viagens com sucesso.

A NASA garante que os astronautas que estão na Estação Espacial Internacional estão bem e que eles possuem mantimentos suficientes para os próximos meses. Em nota oficial, a NASA destaca o seguinte: "Vamos trabalhar junto com a SpaceX para descobrirmos o que causou a falha, para assim conseguirmos corrigir o problema e voltar ao espaço. O projeto que encontra-se em andamento, foi pensado para acomodar a perda de veículos de carga".

Na mesma nota a NASA ainda diz que: "A SpaceX demonstrou capacidade extraordinária em suas primeiras seis missões de reabastecimento da Estação e nós somos sabedores de sua capacidade de sucesso. Vamos nos unir ainda mais a empresa para avaliar o que ocorreu e seguir em frente. Esse é apenas um alerta para ficarmos sempre atentos, pois voos espaciais sempre foram e sempre serão um desafio incrível, mas podemos aprender com cada sucesso e com cada contratempo; o acidente de hoje não irá nos impedir de continuarmos nosso ambicioso programa de voos espaciais tripulados".

Tanto não vai que o próximo lançamento do foguete já está marcado para o dia 03 de julho, sexta-feira, onde será colocado em órbita o HTV japonês, outra parceira da NASA em voos comerciais.

Veja o vídeo:

 

Mais sobre: NASA, ciência, ISS
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.