Review LG Volt

Olha quem passou aqui pela redação nas últimas semanas: O LG Volt.

Por | @Evilmaax Smartphones

Lançado no MWC – Mobile World Congress – 2015, que ocorreu em Barcelona há alguns meses, o aparelho chega para concorrer com nomes como o Zenfone 5 da Asus, Moto E de 2ª geração, Blu Life 8 e outros do segmento dos intermediários. Ele pode ser encontrado a partir de R$ 600 na nossa parceira Cissa Magazine.

A LG é uma marca renomada na produção de eletrônicos, sejam eles televisores, aparelhos de som, computadores e laptops e é claro celulares.  O kit LG Volt é bem simples, vindo dentro da caixinha apenas o carregador e fone de ouvido (ambos bastantes simples), cabo de dados e manual de instruções.

Falando rapidamente das características: tela curva HD de 4.7’, processador Mediatek MT6582 quad core 1.3 GHz, GPU Mali-400 MP, 1 GB de memória RAM, câmera traseira de 8MP e frontal de 1.3 MP e bateria de 2.020 mAh.

Agora, vamos à análise.

Gostei bastante da aparência externa do smartphone. A traseira, embora seja feita de um plástico bem simples, é bonita e agradável de manusear e segurar na mão, pois conta com diversas linhas sulcadas. As tradicionais inscrições, como LG, a indicação de Tv digital também estão lá, impressos.

O que estraga a experiência, na minha opinião, são os característicos botões na parte traseira e não nas laterais. Como o aparelho é pequeno, sempre que eu queria bloquear a tela tinha de virar o telefone e apertar o botão com a outra mão. O mesmo procedimento para controle de volume. Muito contraprodutivo em tempos em que cada segundo é valioso. Na traseira também estão localizados a câmera de 8 MP, o flash de LED e o alto-falante.

A frente é igualmente bonita e minimalista, contendo apenas o símbolo da LG na parte de baixo e a câmera e sensores acima. Os “botões” sensíveis ao toque, como acontece nos aparelhos da Samsung, não existem neste modelo. Todos os botões estão diretamente na tela do sistema. O alto-falante frontal ficou muito bem desenhado no topo, lindo mesmo. Ponto alto do design.

Review LG Volt

As laterais, como dissemos antes, não possuem botões, apenas um pequeno orifício do lado direito que auxilia na remoção da capa traseira. Já a parte superior apenas o microfone, entrada de fone de ouvido de 3.5mm e antena da tv digital. Na parte inferior o microfone e a entrada do cabo micro usb 2.0 e carregador.

Review LG Volt

O smartphone tem exatos 136 gramas, medindo 131,6 milímetros de altura, por 66 de largura, por 10,4 de espessura. O aparelho que testamos foi a versão branca, mas ele ainda pode ser encontrado na versão preta e púrpura.

Review LG Volt

Primeiramente, há de se falar que o telefone foi lançado em 3 diferentes versões, sendo uma delas com 4G, outra com 3G e Tv digital e uma somente com 3G. Testamos a segunda delas, a versão LG-H422TV. Agora que não teremos confusão, vamos lá, ao hardware:

O hardware é bem fraquinho e você pode encontrar coisa melhor por este preço, principalmente por um erro crucial: a LG colocou o Lollipop em um smartphone que não tem condições de rodá-lo, mas falaremos mais sobre isso na parte de software.

Começando pela tela: Touch capacitivo para até 10 toques e resolução HD de 1280 x 720, o que dá uma densidade de 237 pixels por polegada. A tecnologia do display é True HD IPS TFT (confira mais no link ao lado) com capacidade para 16 milhões de cores. Com a tecnologia IPS o LG Volt permite que o usuário tenha um maior ângulo de visão, além de uma imagem mais estável, principalmente no momento do toque na tela, evitando aquela distorção que pode ocorrer às vezes.

Review LG Volt

No entanto, o grande diferencial, ou pelo menos o que chama a atenção é a tela curva do LG Volt. Ela só foi possível após a marca ter tirado algumas camadas sobre o vidro, o que deixou o seu dedo na hora do toque mais perto do sensor touch. A LG garante que agora você terá toques mais certeiros e cores mais vivas. Durante nossos testes, ela não deixou a desejar.

Review LG Volt
Nova tecnologia empregada na tela curva do LG Volt

Um último ponto a favor é a presença de Corning Gorilla Glass 2, que embora seja uma tecnologia antiga (estamos atualmente na 4), há de se dizer que faz com que o LG Volte largue na frente de outros intermediários que não tem proteção alguma.

Review LG Volt
A dita cuja tela curva

O sistema presente no smartphone é o recente Android Lollipop 5.0 e aqui está o erro da LG. O telefone conta com apenas 1GB de RAM e isso é insuficiente para rodar o sistema. Em termos práticos, temos um sistema totalmente travado e lento, repleto de problemas. O processador é um simples MTK MT6582 com os gráficos aos cuidados da uma Mali-400 MP, versão da GPU OpenGl ES 2.0. Se você não entendeu, resumiremos: Nada de games pesados, muitos aplicativos abertos ao mesmo tempo e rápida transição entre eles. Até mesmo com a memória disponível totalmente livre ele vai apresentar engasgos, "culpa" do sistema muito pesado para o modesto hardware.

Espaço interno também não é o forte do LG Volt, são apenas 8GB de fábrica (4 utilizáveis, pois 4 são ocupados pelo sistema), e expansão até 32 GB através de um MicroSD (64 GB na versão top). Ao menos a LG não tem como característica colocar jogos impossíveis de serem apagados no telefone, que ficam lá, sendo inúteis e ocupando espaço. Como sensores temos o de direção, aceleração, bússola e proximidade.

Quanto ao set de câmeras temos 8 MP na câmera principal, com resolução máxima de 3264 x 2448, e, humilde (pra não dizer pobre) 0,9 MP de câmera frontal, resolução de 1280 x 720. O zoom é o digital de 4x. Vídeos podem ser feitos em até 1920 x 1080, Full HD a 30 FPS. E se você precisar de uma luz para suas fotos ou vídeos, poderá contar com o flash de LED do Lg Volt.

As fotos não ficaram das melhores não, confira algumas delas:

Review LG Volt

Review LG VoltReview LG Volt

Review LG Volt
Foto noturna

No som a resposta é agradável, temos um alto-falante que mesmo ficando "escondido" através de uma pequena abertura para saída do áudio consegue entregar uma boa qualidade e volume. Não podia ser para menos, afinal uma das principais funções do aparelho é a possibilidade de ver TV digital. Ainda relacionado ao som, temos o fone de ouvido, que esteticamente é bem simples, mas surpreende na hora que plugamos ele no aparelho: Uma ótima resposta.

Como conectividade temos Wi-Fi 802.11 b/g/n, bluetooth 4.0 A2DP, opera nas frequências 2G: 850/900/1800/1900 - 3G: 850/900/1900/2100, GPS com A-GPS GLONASS. A versão top conta ainda com função hotspot, Wi-Fi Direct, DLNA, NFC.

A bateria conta com 2.020 mAh, pouco, mas que dura tranquilamente mais do que 24 horas, já que, por ser um tanto quanto simples, o LG Volt consegue consumir muita energia. Um ponto incomum dela é que quando ela chegar em 10% de carga, entrará em queda livre, praticamente vaporando, durando minutos naquele restinho de carga. Para carregar completamente também é demorado, levando mais de 3 horas na tomada e MUITO mais se conectado no computador (não posso afirmar com precisão quando tempo demoraria, pois cansei de esperar. Sério).

Vejamos agora como ele se saiu nos testes dos principais benchmarks:

3D Mark

Review LG Volt

Antutu

Review LG Volt

Vellamo

Review LG Volt

Abaixo, uma briga entre o LG Volt e o Blu Life 8 

[SPEC]14553, 14297[/SPEC]

Abaixo, todas as características de hardware do LG Volt.

Review LG Volt

Como dissemos acima, o LG Volt vem com a versão 5.0.1 Lollipop, uma péssima escolha para um hardware tão fraco. Já falamos bastante sobre este ponto, então, passemos aos softwares nativos:

Fale Smart: Aplicativo gratuito e sem propagandas, de fácil manuseio (quando funciona – pois apresentou MUITOS erros durante os testes), oferece a identificação das operadoras de seus contatos e adequa seu próprio cartão SIM para o uso das tarifas mais baratas.
Se uma de suas operadoras for a mesma de seu contato, a ligação será feita com cartão SIM adequado. As informações são sincronizadas com o servidor periodicamente, fornecendo assim informações mais precisas. Ele consulta inclusive números fora da agenda.

Polaris Office: Com este software você poderá editar, ver e gerenciar documentos Office (Word, Excel e PowerPoint) e PDF, além de vários outros formatos. Seus documentos ficarão na nuvem e você acessará em qualquer lugar, além disso, com ele é fácil de compartilhar o planejamento do fim de semana com os amigos ou aquele relatório com os colegas de trabalho. E se você estiver no seu pc, poderá editar tudo a partir do seu desktop. Possui recursos premium.

Remote Call Service: Esse não precisei utilizar durante os testes. Ainda bem, pois ele é usado para smartphones com problemas. Com ele você resolverá tudo facilmente. O software faz uma conexão com o suporte da LG e, remotamente, eles irão consertar seu telefone.

LG SmartWorld: Oferece inúmeros pacotes de personalização, apps, fontes, temas de início, temas de teclado, papel de parede, toques, etc. Será fácil personalizar seu smartphone agora. Requer uma conta (gratuita).

Suporte LG: Ferramenta que reúne diversos tutoriais para os recursos e funções do smartphone. Permite que você resolva pequenos problemas e descubra novas funções no seu LG Volt.

Aplicativos Nacionais: App que reúne outros aplicativos, todos em versão brazuca.

Review LG Volt

Outro recurso legal deste aparelho é um botão que alterna automaticamente entre os chips do seu smartphone. Por falar nisso, ele é dual chip e seu formato é o Microsim. Mas claro que não poderia faltar uma crítica quanto ao principal app embarcado nesse LG, a Tv digital. Quanto a isto não temos muito o que falar, afinal, pegou só um canal, e a (não) qualidade você pode conferir abaixo. Sistema de Tv muito abaixo do Galaxy Gran Prime Duos TV (onde a tv é o único ponto positivo). 

Review LG Volt

Além disso temos o premiado Knock Code, que é um sistema de segurança especial desenvolvido pela LG. Com ele você cria uma sequência de 2 a 8 toques na tela (mais de 80 mil possibilidades de senha) que desbloqueiam a tela mesmo quando a mesma estiver desligada. Inovador e ponto positivo.

Review LG Volt

Mas e aí? Será que vale a pena? Bem, pelo que notamos, não vale não. Comprar esse smartphone irá gerar chances enormes de você se irritar e se arrepender com sua aquisição. Se você faz muitas coisas ao mesmo tempo, pior ainda. O LG Volt e seu diminuto 1GB de RAM irá apanhar (e muito) pra rodar o Lollipop. Parece que faltou a mesma cautela da Samsung, que teima em colocar o Android 5.0 mesmo em smartphones de configurações excelentes (como o E7).

Mas nem tudo é ruim neste aparelho. Os vários apps integrados são no geral, de boa qualidade. O preço também é atraente e a tela tem uma boa resolução, com cores bem vivas. Para finalizar, outro ponto negativo: A Tv digital não parece ser nem uma Tv SD.it seems that life is not so good that you told me =(

Esse review só foi possível graças à parceria com a Cissa Magazine.

Review LG Volt

[relatorio]

Mais sobre: Mobile Smartphones LG
Share Tweet
Recomendado
Objeto Relacionado
Comentários
Destaquesver tudo