Menina virtual ajuda a prender pedófilo na Austrália

Mais de mil pedófilos foram identificados com a ajuda da menina virtual Sweetie.

Por | @oficinadanet Internet

Alguém lembra da menina virtual que noticiamos há algum tempo aqui na Oficina da Net? Pois bem, a garota virtual ajudou recentemente a prender um pedófilo na Austrália.

Na terça-feira (21), o australiano Scott Robert Hansen, de 37 anos, se tornou o primeiro homem condenado por pedofilia através do resultado de uma operação que usou uma armadilha virtual. O homem já é um criminoso sexual registrado na polícia. Em uma audiência no Tribunal Distrital de Brisbane, no leste do país, o australiano confessou a culpa por três crimes.

Hansen admitiu o envio de fotos de cunho sexual dele para a menina virtual, chamada de Sweetie (docinho, em tradução livre), bem como a posse de imagens de abuso infantil no seu computador. O homem ainda reconheceu que desobedeceu as ordens estabelecidas pelas autoridades para criminosos sexuais.

Agora, o australiano foi condenado a dois anos de prisão com suspensão dos efeitos da sentença, sendo assim, ele só irá para uma cadeia caso cometa algum crime no período da condenação.

No entanto, a menina virtual não ajudou prender somente Hansen, ela colaborou também para “descobrir” dados de mais de mil homens que ofereceram dinheiro a ela em troca de favores sexuais. A lista com os nomes dos homens foi enviada para policiais de mais de 71 países.

Armadilha

Por trás da figura carismática da menina virtual havia sempre uma pessoa treinada para caçar pedófilos na rede.

A BBC News obteve registros de conversas entre Sweetie e Hansen. Em uma ocasião o australiano perguntou se a garota já havia visto um homem nu. Além disso, ele chegou a realizar um ato sexual em frente à webcan de seu computador pensando que a garota de nove anos estivesse assistindo.

Um dos operadores do programa virtual conversou com a BBC News, e relatou os pesadelos pós conversa com Scott Hansen. "Alguns dos homens com quem interagimos me deram pesadelos, literalmente", disse.

"Ele era muito direto, em um momento ele pediu para envolver a irmã de oito anos fictícia. Foi muito difícil dormir à noite depois de interagir com alguém como Hansen", afirmou.

Mesmo assim, o operador está feliz por ter contribuído com a prisão do australiano, mas gostaria que mais pedófilos fossem presos.

Para o projeto, uma equipe de quatro pesquisadores da ONG trabalhou durante dez semanas no ano passado, se passando por meninas filipinas em salas de bate-papo na web. Em algumas ocasiões eles usavam um avatar computadorizado, que exibiam aos homens através da webcam.

Durante o período de funcionamento do projeto, milhares de homens entraram em contato com a equipe da Terre des Hommes, pensando estarem conversando com uma menina de nove anos.

Mais sobre: meninavirtual sweetie pedofilo
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo
  • ASSINE NOSSA NEWSLETTER

    As melhores publicações no
    seu e-mail

  • Preencha para confirmar