PC-G: Escolhendo a memória RAM

No quarto artigo da série PC-G, vamos falar um pouco sobre as memórias. Abordando o tema em uma linguagem simples e ligeiramente engraçada.

Por | @priorandre Hardware

Vamos conhecer as informações básicas para definir qual Módulo e Frequência podem ser adaptados ao Hardware de nossos equipamentos para o melhor desempenho. Leia o nosso primeiro artigo para ficar por dentro da série.

A Bendita Memória

Salva, salve amigos! Estive um pouco ocupado para produzir conteúdo, mas estou de volta! Vamos falar sobre a bendita Memória RAM, quando digo bendita não estou exagerando. As memórias vieram para eliminar um “gargalo” na velocidade da comunicação de dados entre Processador e HD. O HD, apesar de ágil, não é capaz de gerenciar sozinho as requisições do processador, para isso foram criadas as memórias ou RAM (Random Access Memory). Elas ficaram responsáveis por intermediar as requisições do processador e as respostas do Disco Rígido (HD). Justamente por isso, um computador com muita memória não pode ser classificado potente, pois existe um conjunto de outros componentes trabalhando em paralelo.

O Lado Negro das Memórias

As memórias normalmente não possuem preços elevados, principalmente em PC’s, e as grandes fabricantes de tecnologia aproveitam-se delas para “desovar” estoques de processadores antigos/desatualizados em consumidores desatentos. É muito comum que os computadores e notebooks novos possuam a mesma quantidade de memória e HD, isso passa a impressão que todos os produtos são iguais e que o preço foi definido de acordo com a marca de quem o produziu. Errado! Principalmente porque estes componentes não são os mais importantes para à tomada de decisão na hora de comprar um produto.

No Brasil, parece que a importância da memória vai além, a maioria das pessoas sabe quanto de memória possui em seu computador mas não faz ideia do modelo do processador, por exemplo. Outra coisa muito comum é que confundam Memória RAM com espaço em disco (HD), o que gera afirmações grotescas como: “Tenho muitos arquivos, preciso comprar mais um pente de memória”

O que temos pra hoje

Atualmente a tecnologia predominante da RAM é o módulo DDR3, que substitui a antiga DDR2 e que nos faz acreditar que no futuro será substituída pela DDR4. A verdade é que a DDR3 está em um patamar capaz de atender à quase todo tipo de Programa e Sistema da atualidade, o que fará com que seja mantida por mais algum tempo.A frequência presente na maioria dos módulos de memória DDR3 é de 1333Mhz, no caso dos módulos DDR3 podemos também optar por uma frequência maior, como 1600Mhz de acordo com a compatibilidade da placa mãe.

Deixo registrado, se você ainda não percebeu, que o Hardware está sempre à frente do Software. O que faz com que ele seja liberado, é a necessidade do mercado.Se você não é um Gamer tão harcore, provavelmente comprará dois pentes de memórias DDR3 1600Mhz com 4GB, que é totalmente saudável e pertinente nos dias de hoje. Quantidades acima de 8GB, podem ser consideradas como exagero para a maioria dos usuários e gamers.

Como escolher a Memória Ram?

  1. Identificar qual é o módulo de memória compatível com sua placa mãe, informação normalmente encontrada no manual;
  2. Identificar qual é a maior frequência de memória compatível com a placa mãe, também poderá ser encontrada no manual da placa mãe;
  3. Definir a faixa de preço dentro das opções encontradas;
  4. Pesquisar sobre o fabricante;
  5. Verificar se o processador é suficientemente rápido para definir a quantidade de memória;
  6. Identificar na placa mãe, se a quantidade de slots de memória (encaixes) é suficiente para receber a quantidade de módulos que deseja adquirir;
  7. Memórias que trabalham em frequências maiores, tendem a produzir mais calor, o que pode gerar necessidade de Coolers Auxiliares;
  8. Definir um produto à ser comprado;
  9. Cotar o preço do produto nos sites/lojas de preferência;
  10. Divertir-se!

É isso aí galera, o objetivo não era aprofundar em especificações técnicas e por isso espero ter esclarecido um pouco sobre o tema. Logo volto com mais um artigo da série para falarmos sobre HDs e SSDs!

Veja os artigos da série: 

Mais sobre: pcgamer, games, computador
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários