Steve Ballmer se demite do concelho de administração da Microsoft

Mesmo com sua saída definitiva da Microsoft, Ballmer continuará a ser o maior acionista individual da companhia, sendo que a partir de agora ele irá se dedicar ao seu time de basquetebol e a dar aulas.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Após seis meses de sua saída frente à presidência da Microsoft, Steve Ballmer anunciou nesta semana a sua saída imediata do conselho de administração da empresa. Mesmo assim, ele continuará a ser o maior acionista individual da companhia.

A notícia foi dada através de uma carta dirigida ao atual presidente executivo da Microsoft, Satya Nadella e posteriormente publicada no site da tecnologia norte-americana. Coincidências ou não, o pedido de sua saída do conselho de administração da Microsoft ocorreu um dia antes dele ter sido apresentado aos fãs como o novo dono da equipe de basquetebol Los Angeles Clippers.

Leia também:

Na carta escrita para Nadella, Steve Ballmer explicou que os seus novos projetos não lhe deixam mais com tempo para continuar na companhia, onde ainda declara o seguinte:

“Neste momento em que me aproximo da marca de seis meses da minha aposentadoria e de sua indicação como CEO, tenho refletido sobre minha vida, minha participação societária na companhia e meu envolvimento com a empresa e assim cheguei a algumas conclusões que constaria de compartilhar com você, onde antecipo que uma combinação dos Clippers, de contribuição cívica, de dar aulas e de estudo me vá ocupar demais, assim é melhor para mim deixar meu posto”.

Steve Ballmer se demite do concelho de administração da Microsoft

Ainda nesta mesma mensagem, Ballmer elogia Nadella e a equipe que agora está à frente da Microsoft, afirmando estar confiante numa empresa que encontra-se em fase de transição para o que ele denomina como “uma era pós-computadores pessoais”.

Em resposta ao pedido de Steve Ballmer, Satya Nadella em outra carta que também foi tornada pública ontem, terça-feira, 19 de agosto, agradece ao ex-CEO da Microsoft dizendo o seguinte: “Foi um enorme privilégio ter tido a oportunidade de trabalhar com você e aprendido com você, sob sua liderança criamos uma incrível fundação sobre a qual vamos continuar construindo e a Microsoft vai prosperar nesse mundo mobile-first... seus conselhos e liderança farão falta como parte do board, mas eu entendo e apoio sua decisão”.

Mais sobre: Steve Ballmer, Microsoft, administração
Share Tweet
DESTAQUESRecomendado
Mais compartilhados
Comentários