Saiba como proteger seu roteador de possíveis ameaças virtuais

Em tempos de falta de privacidade na web, todo cuidado é pouco.

Por | @oficinadanet Segurança digital

Então, além de instalar bons antivírus em computadores e smartphones, baixar aplicativos para criptografar conversar, trocar senhas regularmente, entre outros cuidados básicos, saiba que o seu roteador também pode ser afetados por ameaças virtuais. Caso não sejam bem protegidos os roteadores podem ser a porta de entrada para hackers. Então, veja abaixo algumas dicas para proteger o seu roteador:

Senha do roteador

Os roteadores costumam vir de fábrica com login e senha padrão, que são facilmente descobertos por hackers. Assim, os invasores conseguem se infiltrar na rede, e ainda podem modificar o código de segurança do Wi-Fi, redirecionar o tráfego ou ainda pior, substituir sites legítimos por falsos. Acompanhe como trocar a senha do roteador:

1º passo: Primeiramente abra o seu navegador e digite o IP do roteador, que deve estar identificado em algum adesivo encontrado no aparelho. Após, entre com usuário e senha padrão do navegador (no geral é "admin");

2º passo: Agora procure pela opção de configurações de segurança (Security). Neste momento você terá que inserir novos nomes de usuário e também senha. A dica é não usar nome de usuário que contenha o seu nome ou sobrenome.

É obvio também que você deve utilizar uma senha de seu conhecimento e de fácil lembrança. Já pensou, na hora do aperto e você não lembra da senha que colocou há 2 anos? Não rola, né? Então, se você já usa senhas mais complexas, tente utilizar uma destas no modem, assim, ela já estará "salva" na sua cabeça também!

Leia também isto:

 

 

Firmware

Manter atualizado o software que roda no navegador também é bastante interessante. Os updates no firmware podem corrigir falhas de segurança. Você pode encontrar o download nos sites oficiais do seu roteador.

Em uma rápida pesquisa, encontramos no suporte D-Link um tutorial básico para atualizar o firmware dos modem desta marca. Você pode acessar aqui. Lembre-se de verificar modelos e se há restrições das operadoras da internet.

Senha WPA/WPA2 no WiFi

A maioria dos roteadores já vem acompanho com o padrão WEP, porém, mesmo assim é recomendado alterar a senha de conexão à rede para WPA ou WPA2, já que costumam ser mais seguras. Acompanhe:

1º passo: Entre no seu roteador (da mesma forma como acessamos para alterar a senha de acesso) e vá até as opções "Wireless" e "Conexão primária";

2° passo: Desligue o padrão WEP (caso esteja habilitado) e ative WPA/WPA2. Caso necessário, insira uma nova senha.

WPS (Wifi Protected Setup) 

Alguns roteadores suportam o WPS para facilitar as configurações de segurança, porém, acaba deixando o sistema menos seguro. Então, no menu "Security" do roteador, desabilite a função WPS.

Nome da rede

As redes WiFi costumam aparecer publicamente, assim, os seus "vizinhos" conseguem ver o nome da sua rede. Assim, esconder o nome é o mais indicado, já que evita a exposição. Cada roteador oferece uma opção para isso, mas no geral, você pode encontrar a alternativa em uma caixa de diálogo escrito "Transmissão de SSID" ("SSID Broadcast"). Deste modo, basta desmarcar a caixa para esconder o seu nome.

Com as dicas acima, não garantimos uma segurança inabalável na sua rede, mas com certeza você vai dificulcar e muito a atividade de crackers e pessoas mal intencionadas.

Mais sobre: redes seguranca roteador
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo