AT&T prestes a comprar a DirecTV por US$ 48.5 bi

A AT&T vai comprar a DirecTV, que é a maior acionista da Sky Brasil, pelo valor de 48.5 bilhões de dólares, cerca de 108 bilhões de reais.

Por | @nmuller99 Negócios

Para quem não sabe, a DirecTV é detentora de 93% da Sky Brasil. Outros 7% são das Organizações Globo.

O motivo principal da compra é a AT&T poder levar banda larga para mais de 15 milhões de residências em áreas rurais dos Estados Unidos, área esta que hoje é abrangida pela DirecTV através de TV por satélite. A ideia é fornecer banda larga de pelo menos 6Mb/s sem venda casada para os assinantes atuais, além do preço da TV se manter o mesmo, pelo menos por três anos.

A aposta da AT&T parece ser um tiro na lua, segundo alguns especialistas, afinal a era de como consumimos vídeo está mudando, não queremos mais assistir programações fixas, sendo que a TV via satélite só consegue nos enviar o que a indústria chama de programação de arranjo linear, ou seja, uma programação fixa. O consumo de mídia na TV será muito mais como serviços chamados pela indústria de “over the top”, como Netflix e Hulu, onde a programação é feita conforme o gosto da pessoa que assiste.

AT&T prestes a comprar a DirecTV por US$ 48.5 bi

Programação linear ainda vai continuar, pois assistir algo ao-vivo é linear, no Brasil por exemplo, a programação de futebol é algo sagrado, tanto nos finais de semana, quanto as noites de quarta-feira. Já nos Estados Unidos, a AT&T acredita que terá uma grande fatia do mercado com o acordo de exclusividade da DirecTV para o programa NFL Sunday Ticket, que oferecerá jogos de futebol americano tanto via satélite e agora também via internet.

O CEO da AT&T, Randall Stephenson, disse em uma conferência com investidores, que o acordo vai permitir a empresa a oferecer vídeos de alta qualidade em todas as telas, destes TVs a smartphones, incluindo veículos e até em aviões.

A DirecTV é apresentada pela AT&T como sendo a maior empresa de TV por assinatura da América Latina, com mais de 18 milhões de assinantes. No Brasil, a Sky possui 5,5 milhões de assinantes, de acordo com dados fornecidos pela Anatel.

A empresa diz ainda que somente cerca de 40% das residências latino-americanas possuem TV por assinatura, destacando assim o potencial de crescimento na área.

O que nós queremos na verdade é assistir TV a cabo com preços mais justos. Sabemos da carga tributária gigantesca que sofremos no Brasil, mas é bem provável que teremos preços mais acessíveis para planos iniciais que atingirão a grande massa das classes emergentes.

O que será pago?

Dos 49 bilhões de dólares, a AT&T ofereceu US$ 95 por ação da DirecTV, sendo que US$ 66,50 serão pagas com suas próprias ações e os US$ 28,50 restantes em dinheiro vivo. Após a transação ser concluída, os acionistas da DirecTV terão algo entre 14,5% e 15,8% das ações da AT&T.

A guerra das mídias lá nos Estados Unidos está longe de terminar, as empresas estão em busca de fatia de mercado. Nos resta aguardar se mudanças para o Brasil virão também.  Como toda grande transação, é claro que a conclusão da compra depende de aprovação dos órgãos reguladores, tanto dos Estados Unidos quanto de determinados países da América Latina, para questões envolvendo competição e concentração de mercado.

Mais sobre: directv at&t sky
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo