Chefe da Mozilla pede demissão após declarar ser contra casamento homossexual

Após revelar doação de mil dólares feita em 2008, Brendan Eich deixa Mozilla.

Por | @oficinadanet Negócios

O CEO da Mozilla Corporation, Brendan Eich, após ter declarado ser contra casamentos homossexuais pediu demissão da companhia. A notícia foi informada pela própria Mozilla em comunicada à imprensa.

“Não agimos como vocês esperavam que a Mozilla agisse. Não fomos suficientemente rápidos a tentar perceber o que se passava assim que a controvérsia começou. Pedimos desculpas por isso. Temos de fazer melhor. Brendan Eich escolheu deixar o seu cargo de CEO. E tomou essa decisão em prol da Mozilla e da nossa comunidade”, disse o comunicado.

Brendan Eich, de 52 anos, é um dos fundadores da companhia e criador da linguagem de programação JavaScript. Ele precisou também deixar o conselho de diretores da Mozilla Fondation, empresa privada detentora da Mozilla Corporation.

Já em 2008, Eich fez uma doação de mil dólares para apoiar a emenda de legislação californiana que definia casamento como aliança entre um homem e uma mulher. Tal emenda é considerada um obstáculo à legalização de casamentos de pessoas do mesmo sexo pela comunidade homossexual.

Após a revelação de Eich sobre a doação, uma onda de críticas circulou nas redes sociais, incluindo por parte de funcionários da própria Mozilla. Além disso, um site de encontros online optou por boicotar o uso do Firefox, o browser da companhia.

Mais sobre: Eich Bredan Mozilla demissão
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo