World Wide Web completa 25 anos sem privacidade assegurada

Comemoração de 25 anos da World Wibe Web traz dúvidas sobre privacidade.

Por | @oficinadanet Internet

O esboço da primeira proposta para o que se tornaria a World Wibe Web que conhecemos hoje está completando 25 anos. Inicialmente a proposta do projeto era compartilhar informações, para melhorar a comunicação entre laboratórios das Universidades.

Porém, mesmo com o passar dos anos, o que seria fundamental ainda não existe, ou seja, a privacidade total dos seus usuários.

Tim Berners-Lee, inventor da World Wide Web, disse que a neutralidade da internet está sob ameaça de governos e corporações. “A menos que tenhamos uma Internet aberta e neutra que podemos confiar sem se preocupar com o que está acontecendo na porta de trás, não podemos ter um governo aberto, boa democracia, bom sistema de saúde, comunidades conectadas e diversidade de cultura. Não é ingênuo pensar que podemos ter isso, mas é ingênuo pensar que podemos apenas sentar e consegui-la”, alertou Berners-Lee ao The Guardian.

World Wide Web completa 25 anos sem privacidade assegurada

Berners-Lee tem criticado constantemente as práticas de espionagens que governos americanos e britânicos estão sendo acusados de usar.

Para que a situação reverta, e o cidadão tenha mais privacidade na web, está sendo elaborada uma Magna Carta online, que teria como objetivo preservar os princípios de privacidade, liberdade de expressão e anonimato.

Na opinião do criador da Web, há muito a fazer para que a Web alcance seu pleno potencial.

"Devemos continuar a defender os seus princípios fundamentais e enfrentar alguns desafios importantes. Para citar apenas três: (1) Como podemos conectar os quase dois terços do planeta que ainda não podem acessar a Web? (2) Quem tem o direito de coletar e usar os nossos dados pessoais, para que fins e sob quais regras? (3) Como podemos criar uma arquitetura aberta de alto desempenho que será executada em qualquer dispositivo, em vez de cair em alternativas proprietárias?" 

Mais sobre: internet privacidade segurança
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo