Conheça uma loja de conveniência moderna e futurista na Coréia do Sul

As lojas virtuais realmente revolucionaram o conceito de vendas, com isso empresas que fazem esse tipo de negócio se destacaram.

Por | @oficinadanet Tecnologia

A venda pela internet se tornou cada vez mais comum por conta da facilidade de não precisar sair de casa. Caso tenha a necessidade de comprar uma roupa, por exemplo, consulta na internet um preço bom, compra, e espera a entrega.

Claro que os consumidores não abraçaram a ideia de cara, afinal, como que você autorizar um desconto em sua conta bancária, sem antes ter o produto em mãos? Esta foi uma das barreiras a ser traspassada num primeiro momento. Comerciantes também enfrentaram resistência inicial, mas hoje é fundamental e não há sequer uma grande rede de comércio que não tenha um site contendo a sua "vitrine virtual", com seus produtos dispostos ao alcance de quem desejar adquirí-los.

Com inúmeras vantagens como uma busca rápida, variedades de escolha, facilidade na comparação de preços, diversidade em produtos e marcas, consequentemente gerando uma disputa saudável ao mercado, e um público inteligente na hora de comprar algo. Há também sites que comparam preços de várias lojas na internet a fim de lhe proporcionar a melhor compra e o melhor custo benefício. Conheça uma loja de conveniência moderna e futurista na Coréia do Sul

Pois bem, agora imagine uma loja virtual de verdade. Isso mesmo, na Coreia do Sul, na estação de metrô Seonreung, as pessoas esperam o metro e param para “dar uma olhadinha” na loja. Em uma sociedade que se desenvolve rápido, as pessoas têm cada vez menos tempo livre para atividades recreativas e descansar. Então a loja de conveniência, Tesco, ganhou destaque na facilidade que trouxe aos sul-coreanos.

Imagina só, você, depois de um longo dia de trabalho, com fome, prestes a pegar o metro e lembra que não tem uma comida fácil na geladeira? A Tesco criou um serviço que não só fez a vida das pessoas mais fácil, poupando-lhes tempo e esforço, mas também porque você não precisa mais carregar sacolas e sacolas até sua casa. 

[galeria]63[/galeria]

A Tesco é uma empresa de varejo, era a segunda maior de seu segmento no país, então pensou em criar uma campanha para aumentar seus clientes sem construir mais lojas. A empresa realizou uma campanha com muito sucesso; rapidamente a iniciativa mudou os estilos de vida de muitas pessoas - de uma forma bem positiva. Conheça uma loja de conveniência moderna e futurista na Coréia do Sul

Leia também:

Chama-se Tesco Homeplus Subway Virtual Store, trata-se de uma loja de conveniência completamente tecnológica, onde encontra-se todos os tipos de produtos, e tudo virtual; não existe nenhum produto, a loja propriamente dita não existe, nem vendedores. Os produtos são "expostos" somente por imagens exibidas nas gôndolas virtuais, como se fossem televisores exibindo os produtos de um supermercado. Junto com os produtos, estão os códigos de barra. A compra é debitada no cartão de crédito e depois entregue na sua casa, e você escolhe o horário. Para comprar, basta usar o aplicativo no seu smartphone para escanear o código de barra ou QR Code e pronto. Ficou imaginando como funciona tudo isto? Confira o vídeo:

A loja é o resultado de um maior desenvolvimento no conceito de anúncio criado pela Cheil Worldwide, que ganhou o Grand Prix no Festival Internacional de Criatividade, realizada em Cannes, França, em Julho de 2011. Conheça uma loja de conveniência moderna e futurista na Coréia do Sul

Leia também:

Na época do lançamento, o aplicativo foi baixado por 600 mil pessoas em quatro meses; as vendas online aumentaram 200% em relação ao primeiro dia. A Tesco tem 409 lojas na Coréia do Sul e emprega 25.000 funcionários.

Assim como no início da comercialização de produtos através de lojas virtuais, a iniciativa do Homeplus Subway também causou estranhamento na primeira vista, entretanto, ganhou confiança e aprovação dos clientes. Mas convenhamos que para algo “esquisito”, é bem legal, embora já imaginássemos que futuramente a forma de compra mudaria.

Será que este método de fazer comprar no supermercado pode dar certo em outros lugares do mundo, como o Brasil?? O que você acha?

Mais sobre: e-commerce tecnologia loja
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo

Siga nossas contas no Twitter