Netflix quer atingir número recorde de filmes e séries originais em 2018

A Netflix pretende lançar cerca de 470 desses títulos até dezembro.

Por | @oficinadanet Netflix

A Netflix, sem dúvidas, está em uma excelente fase, sendo que dinheiro não é problema para a companhia. Prova disso é que a empresa conseguiu uma ótima avaliação de mercado após divulgar o seu número de assinantes.

A novidade da vez é que, seguindo a sua intenção de aumentar o catálogo de séries e filmes disponíveis, Ted Sarandos, chefe de conteúdo da Netflix, disse nesta semana que a companhia tem o objetivo de bater a marca de 1.000 títulos originais disponíveis para assinantes até o final de 2018.

A companhia de streaming, para atingir a meta, pretende injetar US$ 8 bilhões na produção de conteúdo próprio, sendo que 85% do montante será direcionado para a produção de seriados e filmes originais. A Netflix pretende lançar cerca de 470 desses títulos até dezembro.

Netflix quer atingir número recorde de filmes e séries originais em 2018.Netflix quer atingir número recorde de filmes e séries originais em 2018.

Leia também:

A empresa deverá conseguir lançar cerca de 67 títulos originais por mês. Vale mencionar que tal média é muito superior a apresentada até então pelo serviço de streaming. A ideia faz com que a Netflix tenha uma certa pressão para cumprir a meta no segundo semestre.                 

“É uma ótima hora para ser um produtor, com certeza. Os criadores com quem estamos conversando, assistem à Netflix e querem estar em nossa rede. A maneira que podemos garantir esses shows é ter uma grande reputação com talento, ter uma marca que as pessoas querem estar associado, e um bom histórico de entrega”, disse Sarandos em uma entrevista para a Variety.

A Netflix, ao longo do tempo, vem se esforçando bastante para trazer aos seus usuários títulos originais, o que acaba agradando muito. Agora, se a empresa realmente conseguir cumprir com o que foi mencionado, será algo realmente impressionante. A ideia com isso é aumentar ainda mais a sua base de assinantes.

DEIXE SEU COMENTÁRIOComente aqui
Assine a nossa newsletter

COMENTÁRIOS

COMENTÁRIOS

Comentários