Xiaomi cresce e fecha segundo trimestre de 2019 com lucro

A Xiaomi Corporation, ou simplesmente Xiaomi, anunciou seus resultados para o segundo trimestre de 2019. Crescimento se dá por conta da estratégia de Smartphones + IoT.

Por Mercado Tech Pular para comentários
Xiaomi cresce e fecha segundo trimestre de 2019 com lucro

No primeiro trimestre de 2019, a Xiaomi havia registrado lucro superior ao estimado, sustentado por sua estratégia "Smartphone + AIoT", povoando as residências de dispositivos inteligentes e conectados com o objetivo de facilitar a vida dos usuários.

Durante o período, a receita total da empresa aumentou em 20,2% para US$13.5 bilhões. A receita de negócios no exterior foi de US$4,45 bilhões, representando mais de 40% da receita total. O lucro líquido ajustado (medida não-IFRS) foi de US$800 milhões, um aumento de 49,8% em relação ao ano anterior ("YoY").

Os números acima são importantes para contextualizar os números a seguir, para o segundo trimestre houve lucro, mas não o que a empresa gostaria de ter tido.

Xiaomi Building

Agora para o segundo trimestre que acaba de ser fechado, a receita total da Xiaomi cresceu 14,8%, para US$7,33 bilhões. O lucro líquido ajustado (medida não-IFRS) foi de US$510 milhões, aumentando substancialmente em 71,7% em relação ao ano anterior.

  • A receita total foi de aproximadamente US$7,33 bilhões, um aumento de 14,8% em relação ao ano anterior;
  • O lucro bruto foi de aproximadamente US$1,03 bilhões, um aumento de 28,4% em relação ao ano anterior;
  • O lucro líquido ajustado não-IFRS foi de aproximadamente US$510 milhões, um aumento de 71.7% em relação ao ano anterior;

Xiaomi Fundador, Presidente e CEO Sr. Lei Jun disse: "Graças aos incansáveis ​​esforços da Xiaomi, conseguimos alcançar um sólido crescimento em nossos negócios, alcançando um lucro de consenso e nos tornando a mais jovem empresa da Fortune Global 500 em 2019, apesar do crescimento global, desafios econômicos. Nosso desempenho é uma prova do sucesso da nossa estratégia "Smartphone + AIoT" e do modelo de negócios da Xiaomi. Olhando para o futuro, continuaremos a fortalecer nossas capacidades e investimentos de Pesquisa e Desenvolvimento, de modo a capturar as grandes oportunidades trazidas pelos mercados 5G, Inteligência Artificial e "Internet das Coisas" e nos esforçarmos para conquistas contínuas para a empresa".

De acordo com a Canalys, a Xiaomi hoje é a 4ª maior empresa global no mercado de smartphones segundo trimestre de 2019. O crescimento da empresa se dá pela diversidade de produtos que atualmente é disponibilizado ao consumidor.

Quando falamos de smartphones por exemplo, a estratégia é simples, se a empresa possui em seu portfólio de produtos, dispositivos que atendem à todos os segmentos de mercado, ela consegue um maior lucro. Visto que possui "smartphones para todos os gostos e bolsos". Outra empresa que conhece bem essa estratégia é a Samsung.

Já no segmento de "casa conectada" e "Internet das Coisas" (IoT), a empresa tem uma variedade de produtos em seu portfólio ainda maior que no segmento de smartphones. A Xiaomi vai de escovas de dente, até drones, passando por aspiradores de pó, ferro de passar e até dispositivos que gelam latas de suco ou refrigerantes, porque não cerveja?

Então fica simples entender o porquê dos números permanecerem numa crescente. Ao contrário do que muitos falam sobre "lucro menor que o esperado". Veja, capitalismo, logo, sempre os números poderiam ser melhores! (risos)

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @androidplaceblog // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Carregar comentários
Últimas notícias de Mercado Tech