Oficina da Net Logo

Vírus WannaCry atinge fábrica de processadores do iPhone

A produção teve que ser interrompida por três dias para solucionar o problema. Com isso, o fornecimento de chips para o próximo iPhone pode sofrer atraso.

Por | @fsbeling Internet

Por três dias, o vírus WannaCry conseguiu interromper a produção de chips da maior empresa de processadores do mundo, a fornecedora da Apple em Taiwan, a fábrica da TSMC. De acordo com a fabricante de semicondutores, o ransomware atacou a sua rede de computadores e conseguiu se espalhar em mais de 10 mil equipamentos em três plantas fabril. O ataque ocorreu na sexta-feira (03), mas o motivo foi descoberto somente na segunda-feira (06).

Neste caso, os analistas de segurança chamam a atenção dos usuários tanto individuais como corporativos, no quesito atualização de segurança. Mesmo que a situação já tenha sido resolvida, em uma coletiva de imprensa a empresa de Taiwan teria admitido que o vírus afetou máquinas com sistema Windows 7 sem as devidas atualizações de segurança.

Vale salientar que em 2017, antes que o vírus WannaCry se espalhasse, a Microsoft liberou patches de segurança para correção das falhas que poderiam dar brecha ao vírus.

A fornecedora, em nota, teria informado que o ataque do vírus ocorreu em apenas uma máquina que passava por update de sistema, com isso, o ransomware teria conseguido chegar aos demais equipamentos pela conexão do computador a rede. Sendo assim, para que o vírus não se espalhasse ainda mais, a produção foi interrompida. Agora, os dados confidenciais de clientes a TSMC afirma que não foram comprometidos.

Vírus Wanna Cry interrompeu a produção de chips por três dias.Vírus Wanna Cry interrompeu a produção de chips por três dias.

Leia também:

Cerca de 80% das máquinas que teriam sido afetadas já estavam funcionando normalmente no domingo (05). Contudo, a produção voltou normalmente somente na segunda-feira (06). Com isso, o fornecimento de chips sofrerá um atraso de três dias na entrega das encomendas, pelo tempo em que a produção teve que ser parada por conta do ataque do WannaCry.

Entretanto, até o momento não se tem informações se o acontecimento vai influenciar no lançamento do novo iPhone, que geralmente ocorre no mês de setembro, uma vez que a Apple não se manifestou sobre o caso.

O WannaCry é um ransomware que bloqueia os arquivos de um computador e para liberá-los geralmente é solicitado um tipo de resgate, na maioria dos casos em Bitcoin.

A TSMC teria adotado as medidas de segurança necessárias para evitar novos problemas como este no futuro.

MAIS SOBRE: #processadores  #apple  #fabrica  #wannacry
Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net