Após transmitir luta pelo Facebook, homem precisa pagar R$ 370 mil para Sky

Conforme um dos advogados da Sky, a transmissão representou um grande prejuízo para a empresa.

Por Internet 2 comentários
Após transmitir luta pelo Facebook, homem precisa pagar R$ 370 mil para Sky

Um homem do Reino Unido acabou passando por uma situação um tanto complicada, principalmente por envolver um alto valor em dinheiro. Craig Foster, de 34 anos, começou a receber várias cartas de advogados da Sky comunicando que ele estava sendo acusado de transmitir ilegalmente pelo Facebook Live, a luta de Anthony Joshua e Wladimir Klitschko.

Conforme um dos advogados da Sky, a transmissão representou um grande prejuízo para a empresa, já que 4.200 pessoas assistiram a live, deste modo, cada uma deixou de pagar £ 19,95 pelo pacote da luta, o que no total representa um prejuízo de £ 85,000 (R$ 372.657).

Após transmitir luta pelo Facebook, homem precisa pagar R$ 370 mil para Sky.
Após transmitir luta pelo Facebook, homem precisa pagar R$ 370 mil para Sky.

"Eu paguei pelo boxe, não era como se eu estivesse fazendo algum dinheiro. Meu iPad foi iniciado na minha conta do Facebook e meu amigo começou a transmitir a luta. Eu não pensei nisso, então alguns dias depois eles cortaram minha assinatura. Eles estão exigindo os nomes e endereços de todos os meus companheiros que estavam naquela noite, mas não vou desistir deles", disse Foster em entrevista ao The Mirror.

A Sky, por sua vez, diz que não há dúvidas de que a transmissão através do Facebook foi feita usando o sinal da empresa. A empresa costuma inserir marca d’água em suas transmissões exclusivas, o que permite identificar quem pagou pelo sinal em caso de uma transmissão ilegal.

Foster acabou assumindo a culpa e concordou em pagar uma indenização para a empresa.

"O Sr. Foster quebrou a lei. Ele reconheceu seu erro, pediu desculpas e assinou um acordo legalmente vinculativo para pagar uma quantia de £ 5,000 para a Sky", disse Neil Parkers, especialista em processos de direitos autorais.

O acusado, no entanto, mudou de ideia e agora quer levar o caso para o tribunal, alegando que não teve tempo suficiente para pensar no assunto.

" É pesado. Eu pedi desculpas e disse-lhes que estávamos bêbados. Sei que a transmissão da luta estava errada. Eu não reparei no meu amigo, mas eu estava assistindo o boxe. Eu sou apenas um cara que tomou algumas bebidas com seus amigos", disse Foster.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários