Homem é preso após realizar busca no Google de como fraudar ações

Cuidado com o que você pesquisa no Google. Homem acaba sendo preso pelo tema pesquisado.

Por | @oficinadanet Internet

O FBI, em pareceria com a Comissão de Títulos e Câmbios dos Estados Unidos (SEC) prendeu um cientista do MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) chamado Fei Yan.

O homem foi acusado de “insider trading”, isso significa que ele usou informações privilegiadas para comprar títulos e ações. No entanto, o que mais chama a atenção é que as autoridades conseguiram chegar até Fei Yan após ele realizar uma busca no Google de “como a SEC detecta um trade incomum”.

Cientista do MIT é preso por pesquisar no GoogleCientista do MIT é preso por pesquisar no Google

Leia também:

Após Yan realizar a busca sobre o tema ele acabou adquirindo ações e ainda conseguiu ganhar cerca de US$ 120 mil. O cientista também buscou no Google frases como “Insider trading em uma conta internacional”.

As ações adquiridas por Yan eram participações nas empresas Mattress Firm e Stillwater Mining. Vale mencionar que a empresa de Yan trabalhava em tais locais em acordos de aquisições, assim sendo, através dela o cientista acabou tendo a dica de “insider trading”.

Deste modo, assim que as ações das companhias se tornaram públicas, Yan vendeu os ativos comprados e acabou lucrando US$ 120 mil.

O final da história não foi nada lucrativo, sendo que Yan acabou sendo preso. A sua esposa, no entanto, acabou não sendo acusada pela Comissão de Títulos e Câmbio dos Estados Unidos.

Mais sobre: Google internet pesquisa
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo