HD ou SSD? Os dois. Veja como utilizá-los juntos no seu computador

Saiba quais são as vantagens de manter no seu computador ou notebook, um SSD e um HD ao mesmo tempo, e veja como aproveitar ao máximo essas vantagens, colocando as coisas no lugar certo!

Por Hardware 2 comentários
HD ou SSD? Os dois. Veja como utilizá-los juntos no seu computador

Porque travar uma guerra entre o HD e o SSD no armazenamento do seu computador, se você pode aproveitar as melhores vantagens e manter os dois trabalhando em conjunto na sua máquina? Os discos rígidos (HDs) e as novas unidades de estado sólido (SSDs), podem ser parceiras! Você encontra facilmente HDs de vários TB de armazenamento a venda, com capacidades gigantescas para armazenar fotos, vídeos e documentos. Porém, o HD não é tão rápido quanto um SSD, que oferece muito mais velocidade em comparação direta. A desvantagem do SSD é que normalmente sua capacidade de armazenamento é bem menor. Mas e quando unimos os dois? Temos tamanho e velocidade!

Por que usar o SSD junto com o HD?

Velocidade e capacidade é o sonho de todo usuário exigente de um computador ou notebook. Mesmo que você tenha poucos jogos ou vídeos no seu PC, o espaço no SSD pode ser escasso. E mesmo que você não precise de uma máquina super potente, certamente não abriria mão de um pouco mais de velocidade por um baixo custo. Sendo assim, a melhor opção, e que não terá um custo alto, é manter em seu PC um HD e um SSD. 

Um segundo disco rígido pode ser usado como um armazenamento de dados adicional. No entanto, isso exige que o usuário mova arquivos ou pastas grandes para o segundo disco, conforme necessário (vamos explicar isso melhor logo abaixo). Essa técnica de unir o armazenamento do HD com a velocidade do SSD é o que a Apple faz com o sistema em seus dispositivos. Nesta técnica, o SSD e o disco rígido estão conectados a uma unidade lógica. Os arquivos usados ​​entram automaticamente no SSD, e raramente ​​no disco rígido. A grande capacidade de armazenamento do disco rígido é combinada com o desempenho do SSD. 

Além do cache SSD, não há nada parecido para o Windows. No entanto, no nível do sistema de arquivos NTFS, ele fornece alguns recursos que permitem que arquivos ou pastas sejam organizados em vários discos rígidos, sem alterar a estrutura de pastas da perspectiva dos programas. 

5 Dicas ao usar HD e SSD juntos

Para ajudar você a se beneficiarem o máximo possível do uso conjunto do SSD e HD na sua máquina, aqui estão 5 truques eficazes.

1. Instale o sistema operacional e os aplicativos no SSD

O SSD ganha muitos elogios devido à sua velocidade. Ele é muito mais rápido ao ler dados do que um disco rígido tradicional (HD). Portanto, é melhor você colocar as coisas que você precisa usar frequentemente no SSD, e dentro disso estão o sistema operacional (Windows, Linux, etc) e os softwares que você mais usa e costumam ser lentos quando usados em um HD, como o Adobe Photoshop ou o Corel Draw. Se você instalar os softwares no SSD, o seu computador será capaz de trabalhar de forma muito mais eficiente.

2. Ative Recurso TRIM

A principal razão pela qual um SSD pode trabalhar mais rapidamente que um HD é o recurso TRIM. Quando um arquivo é excluído, a função TRIM irá comandar a unidade para que ela limpe o arquivo completamente. Assim também fica mais rápido quando novos dados são gravados na unidade. Portanto, para aproveitar ao máximo o SSD, você deve ativar o recurso TRIM no seu PC.

O Windows 10 na maioria das vezes aplica automaticamente o recurso TRIM ao SSD, mas vale a pena conferir se o recurso está ativado de fato. Já nas versões anteriores do sistema operacional da Microsoft, é necessário ativar manualmente o TRIM.

Como verificar se o recurso TRIM está ativo?

Na barra de pesquisa do menu iniciar, pesquise CMD, e execute o Prompt de Comando como Administrador.

Prompt de comando

Na janela pop-up de cor preta que vai ser aberta (este é o Prompt de Comando do Windows), digite o comando a seguir e depois, pressione Enter no seu teclado:

fsutil behavior query DisableDeleteNotify

fsutil behavior query disabledeletenotify

  • DisableDeleteNotify = 1 (Windows TRIM DESABILITADO)
  • DisableDeleteNotify = 0 (Windows TRIM HABILITADO)

Como ativar o TRIM no seu SSD?

Se apareceu o número 1 para você após o comando, como ma imagem abaixo, veja como ativar o TRIM.

trim desabitado

Basta digitar o seguinte comando (seguido de Enter):

fsutil behavior set DisableDeleteNotify 0

Como redefinir a frequência do TRIM

Se o valor que apareceu quando você executou o comando foi "0", e o seu TRIM já estava habilitado, você pode redefinir a frequência, para um melhor desempenho do seu SSD.

1. Abra o menu iniciar e procure por "Otimizar unidades" e execute como administrador.

otimizar unidades
2. Na lista de discos, selecione o SSD (deve aparecer o disco e ao lado, "Unidade de Estado Sólido") e clique em "Alterar configurações"; 

alterar configurações ssd

3. Em frequência, selecione a opção diariamente e depois clique em "OK".

diariamente

Nesta mesma janela, você pode executar a otimização manualmente clicando no botão "Otimizar".

otimizar ssd

3. Armazene os arquivos de dados no HD

Jamais insira muitos arquivos no seu SSD, pois sem espaço livre ele não poderá funcionar tão rápido quanto deveria. Isso porque o SSD sem espaço livre sofrerá a escrita repetitiva, danificando assim os blocos em uso. Portanto, é melhor armazenar os arquivos grandes no HD, como filmes, músicas e outros.

4. Desfragmente o HD

Em um disco rígido (HD), os dados são fragmentados e armazenados em vários locais. Assim, ao ler / gravar dados no HD, o PC levará muito tempo para localizar o arquivo. Para acelerar um disco rígido, você pode desfragmentar a unidade. 

A desfragmentação do HD é capaz de acelerar o disco e melhorar muito o seu desempenho. No entanto, você nunca deve desfragmentar o SSD, pois o SSD funciona de maneira diferente do HD, e desfragmentá-lo não irá melhorar o seu desempenho. Para desfragmentar o seu HD, leia este tutorial.

5. Faça backup em uma unidade externa

Independentemente de quantas unidades você usa no seu PC, é necessário fazer backups de dados regulares. Os backups terão um papel vital na recuperação de dados, caso algum problema aconteça com seu computador. 

Mas de nada adianta você fazer um backpup de seu HD no SSD, ou vice-versa. Isso porque, se um problema acontecer com seu computador, será bem difícil acessar o backup para recuperar ele. A melhor coisa a ser feita é fazer backups regulares em um pendrive ou HD externo, que deixará seus dados verdadeiramente a salvo!

Leia também: As melhores placas mãe para processadores Intel (de R$330 até R$3000) | Dezembro 2019. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários