Raspberry Pi 4 é incompatível com alguns cabos e carregadores

Embora o Raspberry Pi 4 tenha sido bem elogiado pelas melhorias de performance, foi constatado um problema de alimentação de energia no circuito do conector USB-C. O problema foi descoberto devido a diversas reclamações de usuários.

Por Hardware Pular para comentários
Raspberry Pi 4 é incompatível com alguns cabos e carregadores

Faz aproximadamente um mês que o Raspberry Pi 4 chegou e embora ele tenha sido bem elogiado pelas melhorias de performance, foi constatado um problema de alimentação de energia no circuito do conector USB-C. O problema foi descoberto devido a diversas reclamações de usuários relatando que o mini-PC não estava sendo alimentado pela porta USB.

Após as queixas, a comunidade resolveu investigar mais a fundo o que estava havendo e foi descoberta uma falha de design que provoca a rejeição da maioria dos cabos USB-C que acompanham smartphones e alguns notebooks.

De acordo com a análise feita por Tyler Ward, do site Scorpia, os desenvolvedores do Raspberry Pi cometeram um erro no projeto do sistema da porta USB-C. Normalmente, um conector USB-C possui dois pinos CC, onde cada um está ligado a um resistor de 5,1 Ohm. Porém, os engenheiros da Raspberry decidiram fazer um projeto próprio ao invés de seguir o protocolo padrão do circuito do conector USB-C, e realizaram a ligação dos pinos no mesmo resistor. Isso fez com que houvesse problemas de alimentação com cabos conhecidos como "e-marked".

Esquema de alimentação do USB-C no Raspberry Pi 4
Esquema de alimentação do USB-C no Raspberry Pi 4

Os cabos "e-marked" possuem um chip interno em seus conectores que realiza o gerenciamento de energia, modos de acessórios, taxas de dados, entre outras funcionalidades. Este tipo de cabo é normalmente utilizado em smartphones e notebooks, mas quando conectado ao Raspberry Pi 4, o chip interno identifica que o mini-PC é um acessório de áudio e desabilita o fornecimento de energia. Ao menos, os cabos USB-C que não possuem tal chip são mais baratos.

Em um artigo no site Medium, escrito por Benson Leung, engenheiro do Google, foram ditas as seguintes palavras:

"Ao invés de tentar bolar novas e espertas soluções para circuitos (ou traduzindo, tentar reinventar a roda), designers de hardware deveriam simplesmente copiar os esquemas do USB-C de ponta a ponta"

Após a repercussão do problema de falha do Raspberry Pi 4, Eben Upton, co-fundador da Raspberry Pi Foundation, em entrevista ao site techrepublic, admitiu a existência da falha no projeto do conector.

"Um carregador inteligente com um cabo e-marked irá incorretamente identificar o Raspberry Pi 4 como um acessório adaptador de áudio e se recusar a fornecer energia (...). Espero que esse problema seja corrigido em uma futura revisão da placa, mas por enquanto, os usuários precisarão usar uma das sugestões sugeridas (cabos não-inteligentes). É surpreendente que este problema não tenha surgido em nosso extensivo programa de testes de campo."

Muito provavelmente a falha não foi detectada antes nos testes feitos pela empresa por conta do tipo de cabo utilizado durante a metodologia desenvolvida pela Raspberry Pi Foundation. De qualquer forma, os engenheiros poderiam simplesmente ter reproduzido o protocolo padrão de desenvolvimento do conector USB-C, evitando assim toda essa "dor de cabeça".

Leia também: As melhores placas mãe para processadores Intel (de R$330 até R$3000). Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Minha foto