Logitech MX518 Hero, ressuscitando um antigo sucesso - REVIEW

O retorno da lenda dos mouses da Logitech, o MX518 se mostra como o MX518 Hero em sua versão nova e totalmente atualizada do periférico clássico da Logitech e com um preço um tanto premium.

Por Hardware Pular para comentários
Logitech MX518 Hero, ressuscitando um antigo sucesso - REVIEW

O Logitech MX518 é um mouse um tanto quanto antigo mas que fez muito sucesso em seu lançamento e até alguns anos depois de já estar defasado, o que mais elogiavam no mouse era o seu formato e principalmente a durabilidade onde alguns exemplares mesmo sendo usado diariamente para jogar chegaram a durar mais de 10 anos, um feito um tanto quanto impressionante.

Vendo este sucesso e com vários pedidos de fans do mouse original para voltarem a produzir o mesmo produto a Logitech decidiu pegar o mesmo formato, mudar um pouco as cores, atualizar o interior completamente e colocá-lo de volta a venda.

Com os fatos descritos acima surgiu o Logitech MX518 Hero, com todas as características que citei acima em conjunto com o novo software da Logitech, o Logitech G HUB. Vamos ver como ele se sai, quais são seus internos e se ele realmente vive a expectativa criada em volta do retorno do que a própria Logitech chama de "Lenda".

Logitech MX518 HeroLogitech MX518 Hero

Obviamente que com o retorno de um dos mouses mais clássicos da marca não perderíamos a chance de gravar um vídeo-review, então deixo ele aqui embaixo:

 

Construção Externa e Design

Como de costume vamos falar do design primeiro e isso é algo que felizmente não precisa de muitas apresentações, a única diferença que consigo ver entre o MX518 Hero e o MX518 original é que sua parte superior teve a cor trocada por um fade glossy cinza-preto com brilho. Muitos não gostaram muito das novas cores, eu como não era fã do original e não sofro nenhuma nostalgia ao vê-lo, não me importei.

Brilho do mouseBrilho do mouse

 Ele é um mouse comprido e grande e sem dúvida alguma dá uma grande preferência para a pegada palm, a diferença dele para os outros é que mesmo que palm não seja sua pegada você vai acabar usando ela por causa de seu formato "diferente". Mas e como fica quem usa Fingertip e Claw?

Bom, caso você seja um usuário de uma dessas pegadas, dependendo do tamanho de sua mão ele pode se tornar bastante desconfortável e a razão disso é o que o Wellington Diesel do Adrenaline comentou comigo enquanto falávamos sobre o produto: o posicionamento do dedo anelar. Por causa do formato em sua lateral direita, com essa pequena aba, há um separador da parte superior e lateral do mouse e isso faz com que você tenha que descansar o dedo anelar ou em cima ou na lateral, sem meio termo.

Dedo anelar na lateralDedo anelar na lateral

 Dedo anelar em cimaDedo anelar em cima

 Caso você pegue o mouse e sua pegada lhe dê a possibilidade de deixar o anelar por cima do mouse ele provavelmente será confortável, caso contrário há grandes chances de sentir desconfortos durante o uso.

Sua lateral esquerda contém 2 botões extras que podem ter suas funções modificadas via LGH, além disso há uma recessão que foi feita para encaixar o seu polegar e ele acaba fazendo um bom trabalho nisso independente de sua pegada.

Lateral esquerdaLateral esquerda

 Na parte superior encontramos outros 3 botões extras, um marcado como +, outro como - e o último tem um símbolo diferente parecido com esse ☼, é mais fácil vocês olharem a foto logo abaixo para ver os símbolos, fica mais fácil de entender. O + e o - servem para aumentar e diminuir os estágios de DPI enquanto que o outro serve para

Botões extras superioresBotões extras superiores

 Já na parte inferior encontramos pés de teflon extremamente generosos e que cobrem uma excelente área do mouse, sendo um dos melhores deslizes que já vi junto com o Impulse Pro da Tecware, também estão embaixo alguns dados do mouse como o modelo e certificação.

Parte inferior do mouseParte inferior do mouse

 Seu cabo é extremamente fino, sério, acho que é o cabo mais fino que já vi em um mouse. Além de ser fino ele é extremamente leve e dobrável, imagino que ele seja assim pois o original era mas olhando por fotos me parece que o original era um pouco mais grosso. Para título de comparação, tirei uma foto do cabo do MX518 na direita e do cabo do Minos XT na esquerda.

Na foto não parece, mas pessoalmente a diferença é grandeNa foto não parece, mas pessoalmente a diferença é grande

Construção Interna

 Pra ser honesto fico até com pena de ter que remover esses teflons tão bonitos debaixo do mouse com a pequena possibilidade de danificar eles, mas é o que preciso fazer para termos certeza de que estamos lidando com um mouse que é bem construído e que irá durar bastante tempo.

Encontramos 3 parafusos embaixo dos teflons, 2 no teflon superior e 1 no inferior, não há parafusos no lateral. Basta remover estes parafusos que o mouse já abre, não há encaixes nem nada do tipo.

E como é a construção interna dele? Primeiramente ela é muito boa, a placa está organizada e sinalizada assim como não há indícios de defeitos ou relaxamento, ponto pra marca.

No sensor temos o que esperávamos da Logitech, o seu sensor Hero, já nos switches principais encontramos Omrom China 20m enquanto que nos laterais e do Scroll temos Himake DMCL, os switches tem a durabilidade entre 1 a 5 milhões de clicks segundo a própria empresa, você pode encontrar mais informações sobre o switch e também sobre a empresa no site dela.

O Codificador do Scroll é novamente o da própria Logitech, nos botões superiores encontramos switches SMD que também parecem ser da Himake mas não posso afirmar com 100% de certeza. Caso forem, o modelo é TSK-JP.

Uma coisa que aconteceu no meu mouse fio da contenção do Scroll vir solta dentro do mouse podendo ocasionar click infinito no botão principal direito e Scroll Rattle, não sei se é um problema geral ou se fui premiado, mas deixo meu relato aqui de qualquer forma. Felizmente, o problema é facilmente resolvido já que há um corte onde a contenção deve ficar e é só empurrar ela de volta para o lugar.

Não há muito do que reclamar por dentro do mouse, ele apresenta uma qualidade de construção decente com um excelente sensor e ótimos switches principais, ele não é um G502 da vida mas acredito que os switches da Himake vão fazer seu trabalho de forma satisfatória. Tudo que eu descrevi acima pode ser visto na galeria abaixo, incluindo a contenção do scroll.

Desempenho

 E vamos agora para mais um teste de desempenho, no MX518 encontramos o sensor Hero que é produzido e foi desenvolvido pela própria Logitech. Vamos ver como ele se saiu nos nossos testes?

Rastreio e Aceleração

O rastreio do mouse é excelente com bem poucas distorções, a única coisa é que a forma com que o sensor calcula os movimentos é um pouco diferente do que estamos habituados a ver com muito mais correções de rastreio, porém nada anormal. O teste aceleração também confirma a inexistência de aceleração negativa ou positiva, então nota 10.

MS Paint

 O teste no MS Paint só reconfirma o resultado que vimos acima onde não há nenhuma aceleração encontrada no rastreio do mouse.

Teste do paint confirma a não aceleração.Teste do paint confirma a não aceleração.

 

Iluminação

 O mouse não conta com NENHUMA iluminação, 0, sem nada. O único jeito de saber se o mouse está ou não ligado é mexendo nele e olhando para a tela do computador, tirando isso ele é completamente "Stealth" neste aspecto.

Software

Finalmente chegando na parte do software do mouse encontramos o Logitech G Hub que é o substituto do Logitech Gaming Software. Ele tem várias melhorias se comparado ao seu antecessor, então vamos explorá-lo e ver como a integração entre o mouse e o programa ficou.

Ao abrir o programa a primeira coisa que você vê é uma saudação da Logitech por usar o programa, há no total 3 páginas que fazem uma breve apresentação do programa para não ficarmos completamente perdidos na hora de usar o mesmo pela primeira vez.

Logitech G HUBLogitech G HUB

Após pular esta "introdução", a próxima tela que você verá é o changelog da última atualização feita no programa, caso você tenha arreassem instalado o programa ou atualizado antes de iniciá-lo. Ele mostra detalhes como o último mouse adicionado ao suporte do programa, novos jogos que foram integrados e correções gerais do próprio software.

Logitech G HUBLogitech G HUB

A partir daí que finalmente entramos na página inicial do software que mostra todos os periféricos da marca que estão conectados ao computador e que tem suporte ao programa, no nosso caso somente o MX518 que aparece disponível para a customização.

Logitech G HUBLogitech G HUB

 Para configurá-lo, basta clicar em cima da imagem do mouse. A primeira coisa que vemos após entrar na personalização é a aba de comandos que lhes permitem personalizar o que cada botão no mouse faz.

Logitech G HUBLogitech G HUB

Você pode tanto inserir macros como também funções que já vem pré-prontas dentro do programa, alguns exemplos são subir e descer de DPI, passar e voltar a página, CTRL C + CTRL V, e assim por diante. Há uma infinidade de controles e opções neste novo programe e ele é extremamente completo, a parte de macros então nem se fala, de longe a mais completa que já vi em qualquer programa de periféricos.

Logitech G HUBLogitech G HUB

Vendo um pouquinho mais da parte de macros do software há várias opções de tipos de macros que vocês podem criar, há repetições, sequ6encias, teclas especificas com tempo já selecionado, você pode combinar pressionamentos de teclas do teclado junto aos cliques do mouse e não haverá nenhum problema de reconhecimento dentro do programa.

Logitech G HUBLogitech G HUB

Como não há iluminação no mouse só há mais uma sessão dentro do programa que é a de mudança de DPI e da frequência de comunicação do mouse com o computador (Hz). Ele vem por padrão com as seguintes DPIs: 400, 800, 1600 e 3200 e em 1000 Hz e até onde vi não há como diminuir ou aumentar a quantidade de estágios de DPI.

Logitech G HUBLogitech G HUB

O que é possível fazer é salvar vários perfis na memória interna do mouse - sim, o MX518 Hero TEM perfis internos no mouse -, no total é possível salvar 5 perfis diferentes com quaisquer alterações que você queira fazer, para trocar o perfil é necessário instalar o G Hub no outro computador e selecionar o perfil salvo dentro do mouse ou definir um botão no mouse para a troca de perfil.

Logitech G HUBLogitech G HUB

Veredito

 Temos em nossa mão um design clássico que muitos adoram outros odeiam, um peso razoável mas que por seu formato acaba aparentando ter menos. O Sensor Hero faz jus ao seu nome com rastreio excelente assim como os switches Omrom nos botões principais e da Himake nos botões laterais e do scroll. O codificador da Logitech já é conhecido por muito e divide gostos, mas a qualidade sabemos que é boa quando bem projetado, o que não é o caso do G403. A cereja do bolo seria o novo software da Logitech que é EXCELENTE e de longe um dos mais completos e leves que já vi, mais um motivo para recomendar produtos da marca.

Logitech MX518 HeroFicha técnica - Logitech MX518 Hero
  • Data lançamento: 20/02/2019
  • Modelo do Sensor: Logitech Hero
  • Peso: 101g
  • Taxa de atualização: 1000Hz
  • Possui software?: Sim
  • Botões extra: 5 botões extra
  • Pegada: Palm

Em resumo o mouse é muito bom e cumpre o que promete: revitalizar um clássico com componentes de última geração.

A aparência é algo subjetivo e vai de seu gosto, assim como o formato dele. Considerando o preço de 285R$ eu o recomendo sem medo, ainda mais sabendo que a garantia da Logitech é de longe a melhor caso algum dia aconteça algum problema.

Nota final? 8.5, estes 1.5 pontos a menos se dão pelo preço em comparação a alguns componentes internos, se o preço fosse menor ou se os componentes internos fossem um pouco melhores esta nota se elevaria sem dúvida alguma.

NOTA

8.5

Logitech MX518 Hero

Compartilhe com seus amigos:
Augusto Schweickardt
Augusto Schweickardt Entusiasta por periféricos, hardware e fotografia
FACEBOOK // INSTAGRAM: @augustomullerr //
Quer conversar com o(a) Augusto, comente:
Minha foto
    Últimas notícias de Hardware