Guerra de smartbands boas e baratas: Gocomma C1PLUS vs Xiaomi Mi Band 3

A Xiaomi Mi Band 3 já foi analisada aqui no Oficina da Net e é sem sombra de dúvida, uma das melhores opções para quem quer uma smartband barata, mas uma concorrente de peso pode deixar você em dúvida. Estamos falando da Gocomma C1Plus. Confira aqui o comparativo entre as duas.

Por Gadgets Pular para comentários

As smartBands são os dispositivos inteligentes portáteis mais populares do momento. E um nome tradicionalmente forte desse ramo é a Xiaomi Mi Band, que atualmente está na sua terceira versão (quase indo pra quarta). Mas, parece que o werable da companhia chinesa tem um bom concorrente, que está dando o que falar. Estamos falando da smartband Gocomma C1Plus. 

Gocomma C1PLUS vs Xiaomi Mi Band 3

A principal diferença entre a C1Plus e a Xiaomi é que a primeira inova com uma tela colorida. Agora você deve estar pensando no quanto essa smartband custa a mais que a da Xiaomi. Pasme, ela custa menos! Mas será que o restante dos recursos compensa sua compra? É o que vamos saber neste comparativo entre as duas pulseiras inteligentes.

Design

Dentre as principais características que chamam a atenção na C1Plus, além do preço menor e a tela colorida, já mencionados acima, está a tela IPS, também touchscreen, de 0,96 polegadas, com uma qualidade de imagem e visibilidade significativa. 

Já a Mi Band 3 tem uma tela touchscreen OLED de 0.78 polegadas, com um painel circular usado para navegar pelos menus. 

A aparência de ambas é bastante casual, serve para homens e mulheres. O material da pulseira é de silicone nas duas pulseiras, e as cores, as mesmas (preto, vermelho e azul). Mas certamente a smartband da Xiaomi tem mais opções de pulseiras de terceiros à venda, isso porque é muito mais utilizada no mundo inteiro.

De qualquer forma, o painel colorido da C1PLUS é de fato um diferencial em relação a Mi Band. Porém, a tela IPS (da C1 PLUS) e a OLED (da Mi Band 3) tem diferenças importantes a serem consideradas.

O display IPS, os pixels são organizados para diminuir a distância entre os cristais e a superfície da tela. Com isso, as telas IPS apresentam ângulo de visão maior, dando a ela uma melhor definição de imagem.

As telas OLED têm para cada pixel, uma fonte de luz própria, que é ativada através de estímulos elétricos para formar a imagem. Por isso, um display OLED não necessita de uma camada adicional de iluminação, possibilitando que o display seja mais fino e economizando energia.

Na prática, o display da Xiaomi Mi Band 3 gasta menos bateria e tem tons pretos mais verdadeiros, além de um maior ângulo de visão e maior contraste, enquanto a tela da C1 PLUS é mais brilhante, mais resistente, além de ser colorida.

Recursos

Assim como a Mi Band 3, a C1PLUS é capaz de monitorar a frequência cardíaca pressão arterial, a qualidade do sono e os passos dados durante o dia, através do pedômetro. Mas, mais uma vez, ela se sobressai a Xiaomi Mi Band, pois ela é capaz de medir a pressão arterial e nível de oxigênio no sangue.

Além disso, outros recursos que chamam a atenção na C1 PLUS. Através dela é possível verificar as notificações do celular, com vibração ou som, rejeitar chamadas e configurar alarmes. Você também pode usá-la para controlar a música, tirar fotos com a câmera do seu smartphone (controle remoto), ver informações meteorológicas e de redes sociais, o que é um grande ponto a favor do gadget da Gocomma, pois isso a transforma em um "quase" smartwatch. E se você ainda quer paz e sossego, tem um modo "não perturbe".

A Mi Band 3 conta com a opção de ver a chamada recebida em seu visor, e com aplicativos de terceiros você pode ganhar alguns recursos extras. Mas, em minha opinião, se aplicativos de terceiros conseguem fazer mais do que a própria desenvolvedora, é sinal que está faltando um pouco de empenho por parte da Xiaomi em desenvolver um aplicativo com mais recursos.

Vida da bateria

A Xiaomi classifica a bateria em até 22 dias, contra "apenas" 10 dias de autonomia da C1 PLUS. Enquanto a bateria da smartband da Xiaomi tem capacidade de 110 mAh, a smartband C1 PLUS tem 90 mAh. Nesse quesito, a pulseira da Xiaomi é mais vantajosa. 

Lembrando que a C1 PLUS tem uma tela IPS, que gasta mais bateria do que a tela OLED da Xiaomi Mi Ban 3. Por isso, embora a diferença entre elas seja de apenas 20%, ou 20 mAh, ela tem cerca de 50% da autonomia quando comparada a sua concorrente.

Ambas as pulseiras demoram cerca de 2 horas para completar uma carga completa.

Comparativo C1 PLUS x Mi Band 3

Tela touch Sim
Bateria 90mAh 110mAh
Formato Retângulo
Elíptico
Material da caixa ABS, Plástico
ABS, Plástico
Recursos Oxigênio no sangue, contador de passos, calorias, distância, monitoramento de sono, lembrete chamada, exibição de mensagens em tempo real, alarme, lembrete sedentário, não modo de perturbar, troca de música.
Despertador,Discagem Bluetooth,Lembrete de chamada,Calorias queimadas medindo,Encontro,Gravação de distância,Medição da freqüência cardíaca,Podómetro,Lembrete sedentário,Gestão do sono,Tempo
Resistência a água IP67 5ATM
Tela e pulseira Tela colorida IPS de 0,96 polegadas OLED preto e branco de 0,78 polegadas
Cor Preto, vermelho, azul
Redes sociais Sim Não
Material TPU
Peso 40 g 20 g
Tamanho 22,00 x 1,70 x 0,90 cm 9,00 x 9,00 x 4,10 cm
Compatibilidade Android"}">iOS e Android
Lançamento 03/2019 05/2018
E você, tem alguma das smartbands deste comparativo? Você acha que vale mais a pena comprar a Mi band 3 ou a C1 PLUS? Deixe a sua opinião em nossa seção de comentários!
Compartilhe com seus amigos:
Priscilla Kinast
Priscilla Kinast Estudante de Ciência e Tecnologia na UFRGS - Universidade Federal do RS, apaixonada por inovações tecnológicas, mistérios da ciência, bem como filmes e séries de ficção científica
FACEBOOK // INSTAGRAM: @priscillakinast // TWITTER: @prkinast
Quer conversar com o(a) Priscilla, comente:
Minha foto
  • Minha foto
    Carlos Rib    •    4 meses

    Mal da para ler a matéria de tanto anuncio e propaganda, que cobre a matéria, desce a barra de rolagem tem que ficar ajustando a tela para poder ler os textos... site era bom... era...

Quantos celulares a Motorola tem em linha?
5(15,07%)
10(57,98%)
15(11,52%)
20(7,46%)
26(7,98%)