Projeto de fazenda solar no Sahara poderia manter energia da União Europeia

Energia produzida no Sahara poderia manter toda a União Europeia.

Por | @RafaelaPozzebon Energia Verde

Para manter o planeta em plena condição de ser habitável, um dos pontos relevantes diz respeito à dependência de combustíveis fosseis. A Europa, por exemplo, está um passo à frente na captação de fontes de energia renováveis.

O novo plano da União Europeia consiste em construir uma grande planta solar no deserto do Sahara, com capacidade de gerar energia suficiente para manter toda a Europa. No total, a fazenda solar tem como objetivo produzir 4,5 gigawatts de energia, que podem ser transmitidos através do Mediterrâneo desde a Tunísia até a Europa continental.

Planta elétrica no deserto do SaharaPlanta elétrica no deserto do Sahara

"Estamos abrindo um novo corredor de energia para permitir que a Europa importe a energia solar barata do Sahara em grande escala", disse Daniel Rich, diretor de operações da TuNur, a empresa que está por trás do projeto. "Isso ajudará a Europa a cumprir seus compromissos de redução de emissões do Acordo de Paris de forma rápida e econômica. Também dará um impulso muito necessário à economia da Tunísia através de investimentos significativos no país, criação de milhares de empregos, novas receitas fiscais e o estabelecimento de uma nova indústria solar que possa ajudar a apoiar sua futura demanda doméstica ".

A Europa, atualmente, precisa importar mais da metade da sua energia sob forma de combustíveis fósseis. Conforme Rich, caso o projeto se torne real, irá proporcionar ao continente acesso a uma fonte permanente de combustível limpo.

A fazenda solar que foi proposta por TuNur usa uma grande quantidade de espelhos para refletir a luz solar em um coletor central, que utiliza sal fundido para armazenar a energia em forma de calor. Três cabos submarinos HVDC serão responsáveis pelo transporte até a Europa. O primeiro cabo irá ligar a Tunísia até Malta, o segundo irá ligar a Tunísia ao centro da Itália e o terceiro, a Tunísia até o sul da França.

"O projeto está em desenvolvimento e [atualmente na fase de permissão]", disse Rich. "Nós completamos todo o trabalho de viabilidade e alinhamos os parceiros necessários para concluir o projeto. Para concluí-lo, pedimos autorização completa do governo da Tunísia e, uma vez que temos isso, podemos receber as licenças finais na Europa, celebrar contratos de EPC e começar a construção ".

Fonte: Digital Trends

Mais sobre: energiaverde, energia solar, tecnologia
Share Tweet
DESTAQUESRecomendadoMais compartilhados
Comentários
AINDA NÃO SE INSCREVEU?

Vem ver os vídeos legais que
estamos produzindo no Youtube.