Oficina da Net Logo

O que acontece quando um arquivo é apagado do computador?

Alguma vez você já pensou o que acontece com os arquivos excluídos da sua máquina? A resposta não é tão óbvia quanto parece.

Por | @Evilmaax Ciência

Aqui vai uma pergunta que, no primeiro momento pode parecer besta, mas você sabe o que acontece quando você exclui um arquivo do seu PC?

Você tá lá e, do nada, seleciona um arquivo que não tem mais utilidade e aperta o botão delete. O que acontece depois? Será que o arquivo vai para a deep web? vai para o limbo dos transistores e impulsos elétricos da sua máquina? Será que nada acontece?

E se esse arquivo desaparece, como então que a Polícia Federal consegue recuperar coisas excluídas há anos de um HD? Essas e outras respostas nós iremos ver nesse post. 

Como funciona um HD e uma gravação

Antes de entendermos como funciona a exclusão de um arquivo do seu PC, primeiro precisamos entender como esse mesmo arquivo é armazenado no seu PC.

Como você deve saber, o seu PC tem um local para armazenamento remoto chamado popularmente de HD (ou SSD, para os mais moderninhos). É para lá que irão todas as coisas que precisem ser armazenadas por um período maior de tempo como, por exemplo, o próprio sistema operacional e os seus arquivos pessoais. 

E é importante ressaltar esse ponto de que o HD está ligado àquelas coisas que precisam ser guardadas por um tempo maior (leia-se algo que vai estar no mesmo lugar após uma reinicialização do sistema), pois a memória RAM também tem a função de armazenar coisas, porém, é um armazenamento rápido; o que vai para lá é apagado quando se torna uma informação desnecessária ou, no mais duradouro dos casos, quando o PC for desligado.

Tudo dentro do seu pc está em um HD como esse neste momentoTudo dentro do seu pc está em um HD como esse neste momento

Mas voltando ao HD, fisicamente ele é composto de discos mesmo, de onde vem o seu nome: Hard Disk (disco rígido). Cada disco tem milhões de "trilhas" onde irão ser escritos os dados. As trilhas são tão minúsculas que não podemos enxergar, mas para ilustrar, é o mesmo caso das trilhas que existem nos discos de vinil onde as músicas são gravadas.

E as semelhanças não param por aí. Assim, como os discos de vinil precisam de uma agulha para ler o seu conteúdo e tocar a música, o HD também conta com um "braço" que possui um leitor ótico - ou seja, fará tudo através de um laser e sem contato com o disco - que fará a leitura, o acesso aos dados e a gravação dos dados, dependendo do comando. 

O braço é movimentado por uma cabeça de leitura que sabe direitinho o caminho das posições onde deverá fazer a operação. Se for uma gravação, por exemplo, ela vai até algum local que não tem nada indexado (veremos isso no tópico seguinte) e gravará a sequência de bits correspondente. 

Adendo caso você não esteja ligado: Tudo que está em um computador é feito a partir de 0 e 1; esse é o famoso sistema binário. 

Assim, a letra “A”, por exemplo, tem o valor binário de 0100 0001, a letra “B” de 0100 0010 e assim por diante. Logo, uma foto será gravada em uma sequência de bits correspondentes, um vídeo noutra, e assim por diante.

E sabe por que posições está destacado no parágrafo anterior? Porque é o segredo deste post.

O que acontece ao excluir algo?

Ok, você já sabe o básico de um HD, então vamos ao mote inicial deste post. Você está lá e resolve apagar alguma coisa. O que acontece com o arquivo? Se você apostou que o arquivo seria apagado do disco, você errou. Exatamente. O arquivo que você acabou de excluir não foi excluído do seu computador. 

Confuso? Não. Você já vai entender. Funciona assim: 

Lembra que eu falei que o segredo são as posições do disco? Certo, digamos que você quer excluir determinada foto que é formada pelo binário "01101010011". Quando você salvou ela no seu PC ela foi gravada em uma trilha aleatória (ou nem tanto) que vamos chamar de "endereço A" e que ficará registrada em uma lista de endereços que mostra onde começa e onde termina o valor correspondente à foto. Assim, quando o usuário requisitar a foto, o leitor do HD vai até essa posição e vai fazer a leitura dos bits e transformar na foto que vai aparecer em sua tela. 

O que acontece quando um arquivo é apagado do computador?

Contudo, se você "excluir" a imagem do disco, a imagem fica ali, no mesmo lugar. Parece bizarro né, mas somente uma coisa muda na hora em que você clica naquele botão de "Delete": O caminho que levava até o endereço A é tirado do índice de arquivos válidos. Em outras palavras: Mesmo que você vá nas informações sobre armazenamento e veja que agora tem mais espaço em disco, o arquivo continua lá, no mesmo lugar; acontece apenas que o caminho para chegar nele, esse sim, é apagado e "desaprendido" pelo sistema.

O arquivo ficará lá, no mesmo local, mas o sistema sabe que ele não está mais indexado e que não faz parte de uma sequência de bits válida. Assim, a qualquer momento ele poderá salvar algo por cima, ou não, afinal, como dito acima, a escolha da trilha para salvamento é dinâmica (para não usar o famigerado termo "aleatória").

A mágica dos tiras

Assim, fica fácil entender o próximo tópico deste post, ou seja, como a Polícia Federal, e a jusitça de um modo geral, consegue recuperar arquivos excluídos da máquina.

E não é nenhuma mágica não.

Como os arquivos ainda estão lá no HD, basta que eles sejam acessados de forma bruta. Assim, sem saber o caminho específico os tiras vão usar seus softwares específicos que vão varrer o HD de ponta a ponta atrás do que procuram.

Se a trilha onde estava o arquivo original ainda não foi sobrescrita, trabalho fácil. Só questão de tempo, mas e se ela foi sobrescrita? Nesse caso nem tudo está perdido, para os policiais, é claro.

Com os softwares específicos que eles possuem - e que você não terá acesso - é possível que sejam recuperados arquivos que foram sobrescritos por, no pelo menos, 7 vezes. 

Como apagar de vez?

AHAAAAAAAAAN FICOU COM MEDINHO NÉ? Não precisa ir pro Google e procurar uma forma definitiva de apagar os arquivos indesejados. Este post é tão completo que eu também ensino. 

A boa notícia para você que tem algo a esconder é que existem vários softwares que fazem isso. O que usaremos neste exemplo é o famoso CCleaner. Se você não tem ele instalado, clique aqui, para baixá-lo. Ele é gratuito.

Se você já tem ele instalado, vá em "Ferramentas (tools)" e depois em "Limpar disco (Drive Wiper); escolha seu método de limpeza "Apenas Espaço em Branco (Free Space Only)" no exemplo abaixo; quantas vezes você quer repetir o processo, de 1 a 35 vezes, escolha o disco a ser analisado e limpo e pronto. Quanto mais processos você selecionar, mais demorado será, é claro. 

Atente para as configurações e mete fichaAtente para as configurações e mete ficha

Se quiser garantir, rode um outro programa por cima que faça a limpeza novamente.

Ficou alguma dúvida? Deixe aí nos comentários então.

MAIS SOBRE: #hardware
Comentários
Carregar comentários
Siga o nosso Instagram!

Estamos lá também: @oficinadanetoficial

Seguir o Instagram do Oficina da Net