10 moedas digitais alternativas ao Bitcoin

Bitcoin caiu? Quem está subindo? Confira nesta lista as 10 melhores alternativas para um investimento digital

Por | @Evilmaax Bitcoin

Caso você não tenha passado 2017 perdido no oceano, certamente ouviu falar de um tal de Bitcoin. Com um preço de mercado que ultrapassou os US$ 19.000 por unidade, a moeda virtual chamou a atenção do mundo inteiro para o assunto. Tamanha fama fez com que o termo "Bitcoin" passasse a ser sinônimo de moeda virtual e do próprio mercado de moedas virtuais. Mas o que nem todos sabem é que o BTC não foi a primeira, tampouco a única: existem dezenas de moedas virtuais no mercado, todas querendo ser o próximo boom e algumas delas com chances concretas de conseguir.

Todas elas trabalham basicamente com as mesmas ferramentas: um sistema de Blockchain e criptografia. Resumidamente: as moedas e seu mercado são descentralizados. Elas não têm banco central, administrador ou órgão regulador que age por trás identificando quem pagou a quem, qual o valor da transação, os motivos da transação, etc. Pelo fato das operações com as moedas virtuais serem irrastreáveis elas logo viraram a queridinha número 1 do comércio online, seja em transferências lícitas ou ilícitas.

Após uma série de medidas contra as moedas virtuais patrocinada pelas grandes instituições financeiras o Bitcoin - e as demais altcoins - deram uma balançada neste ano. Só o BTC teve seu valor derrubado para 30% do seu recorde histórico. Aos poucos eles lutam para se reerguer enquanto os investidores buscam soluções nas altcoins para escapar das variações nos preços. Similares ao Bitcoin em praticamente tudo, as milhares (sim, mais de mil) moedas virtuais esperam ser o próximo nome a alcançar a marca de valer mais de 50 mil reais por unidade. 

Já pensou comprar alguma delas por alguns centavos e depois revendê-la ao preço de um carro? Para te ajudar na prospecção dos melhores nomes do mercado alternativo de moedas vituais eu fiz essa listinha com as 10 maiores promessas. 

Todas as cotações desta lista estão em dólares e são do dia 16/03/2018.

Ethereum

Só poderia começar esta lista com o altcoin mais famoso de todos, o Ethereum. Caso você tenha tido uma curiosidade com o mercado de moedas virtuais quando o Bitcoin era o assunto do momento e foi procurar por outros nomes, com certeza se deparou com o Ethereum no meio da caminhada.

Ela é o segundo maior nome no ramo e foi criada pela Fundação Ethereum, uma organização suíça sem fins lucrativos, no ano de 2014. Segundo os próprios fundadores, a missão da Fundação Ethereum é trazer ferramentas descentralizadas para o mundo, permitindo a construção de aplicativos descentralizados e, consequentemente, ajudar na criação de uma Internet globalmente acessível, gratuita e confiável a todos. 

Ao contrário do Bitcoin, que usa o blockchain apenas para registrar transações, o Ethereum é uma plataforma aberta que permite que qualquer pessoa crie ou use aplicativos usando a tecnologia para garantir a segurança naquilo que desejar. É mais adequada para aplicações que automatizam a interação entre as 2 pontas da negociação ou que facilitam a ação de um grupo em uma rede. Exemplos disso incluem a criação de mercados p2p e a manutenção dos registros de movimentação de fundos sem a necessidade de um envolvimento no aplicativo a ser implementado. Simplificando, o Ethereum (como plataforma) permite que os desenvolvedores criem aplicativos e ferramentas que terão todos os benefícios da blockchain, mas sem ter de construir sua própria blockchain.

Hoje o Ethereum está sendo cotado a U$ 621,57 a unidade.

Ethereum é a moeda virtual mais famosa depois do BitcoinEthereum é a moeda virtual mais famosa depois do Bitcoin

Litecoin

O Litecoin também é um nome que não se pode dizer "desconhecido" já que ele está no mercado desde outubro de 2011 - dois anos após o lançamento do Bitcoin - e desde então já acumula uma certa fama.

Embora bastante semelhante ao Bitcoin, ele possui algumas diferenças importantes. A quantidade máxima de Litecoins que pode ser gerada, por exemplo, é de 84 milhões de unidades, quatro vezes a quantidade máxima de Bitcoin possível. Ele também faz uso da geração de bloco de tamanho reduzido, o que significa que pode gozar de velocidades de processamento e transações mais rápidas que o primo famoso. Além disso ela é completamente compatível com a API do próprio Bitcoin, o que significa que pode ser facilmente integrado às aplicações que já aceitam essa moeda. Essa parceria entre as moedas pode facilitar o caminho para que o Litecoin seja um grande nome das moedas virtuais no futuro. Quem sabe não está na hora de comprar as suas?

O site da Litecoin inclui uma lista de comerciantes online que aceitam pagamentos usando sua moeda. Lá você encontrará lugares para comprar desde obras de arte e roupas até cartões de presente e muito, muito mais.

Hoje o Litecoin está sendo cotado a U$ 169,25 a unidade.                             

Litecoin uma das altcoins mais famosasLitecoin uma das altcoins mais famosas

Zcash 

O Zcash é uma criptomoeda baseada na privacidade lançada em outubro de 2016 e que, assim com o Bitcoin, terá sua circulação máxima de 21 milhões de unidades, mas com o diferencial que, enquanto o Bitcoin registra todas as transações em um livro público, o Zcash oferece um verdadeiro anonimato aos usuários. Quem diz isso é a própria Zcash que lá no seu posicionamento oficial afirma o desejo de criar uma plataforma econômica global aberta, de onde ninguém seja impedido de fazer parte. Eles acreditam que a descentralização é a chave para a segurança e justiça.

Mas talvez você tenha se perguntado: O Bitcoin não tem, justamente, como uma de suas qualidades o fato de também ser anônimo? Mais ou menos. Explico: Embora o BTC seja quase irrastreável na prática, em tese as transações feitas através dele podem levar até uma pessoa específica ao usar os registros da blockchain em conjunto com endereços IP. Possível? Sim. Provável? Muito pouco.

No entanto, para o pessoal da Zcash segurança nunca é demais e, se há chances, há riscos. Por isso que a moeda se vende como totalmente anônima através da opção de fazer uma transação "escondida". Se você optar por este modo não terá nenhuma informação armazenada, seja uma info sobre o comprador, sobre o vendedor ou o até mesmo o valor transferido na ocasião. A única informação sobre a transferência que será gravada será a hora em que a mesma ocorreu.

Claro que isso tem um preço. Uma transação oculta é mais complexa, demanda mais processamento e por isso precisa de mais de tempo para autenticar as transações. Segundo dados oficiais apenas 10% das transações de Zcash ocorrem nesta modalidade.

Hoje o Zcash está sendo cotado a U$ 242,24 a unidade.

Zcash, o nome das transações escondidasZcash, o nome das transações escondidas

Monero

Assim como o nome anterior desta lista o Monero é mais uma das moedas que apostam na total privacidade das suas transações. Além das contas dos usuários, todas as transações são privadas e impossíveis de serem rastreadas até chegar a uma identidade, seja ela real ou on-line. Ao contrário das entradas anteriores (e poucas e posteriores) o Monero não foi criado tendo o Bitcoin como exemplo.

Assim o Monero tem como lema afirmar que ela é a única moeda virtual que realmente oferece total privacidade ao vendedor, comprador, além de proteger dados como o valor negociado em cada uma das suas transações. Mais parecida com a Zcash do que com o Bitcoin, portanto, difere-se do item anterior da lista pelo fato de que, neste que vimos há pouco, uma transação irrastreável era escolha do usuário e no Monero essa opção não existe: As transações são automaticamente irrastreáveis, sempre.

Hoje o Monero está sendo cotado a U$ 213,62 a unidade.

Monero, a única moeda virtual que realmente oferece total privacidadeMonero, a única moeda virtual que realmente oferece total privacidade

Dash

Com base também no Bitcoin, o Dash é uma criptografia com foco nos pagamentos e que pretende oferecer dinheiro de uma forma amigável, barata e de fácil manuseio; que possa ser gasto tanto em compras online como em compras físicas pessoa a pessoa. As taxas de transação são reduzidas ao mínimo possível e todas as transações são seguras.

O Dash oferece ainda dois serviços que são particularmente interessantes para aqueles que usam moedas virtuais: InstantSend e PrivateSend.

O InstantSend permite que os usuários completem as transações, com você deve ter imaginado pelo nome, instantaneamente. Um ponto importante já que uma validação pode demorar até 1 hora se feita em Bitcoins ou mais ainda se através do método invisível do Zcash, por exemplo. Já o outro recurso, o PrivateSend permite aos usuários misturar suas moedas com as moedas de outros remetentes em uma única transação com múltiplas saídas, permitindo uma privacidade ainda maior.

Hoje o Dash está sendo cotado a U$ 425,11 a unidade.

Dash é uma do maiores valores de mercadoDash é uma do maiores valores de mercado

NEO

Criado em 2014 o NEO também é conhecido como Ethereum chinês e o motivo é algo bem simples: Os dois projetos compartilham muita coisa em comum. Por exemplo, semelhantes capacidades em termos de aplicativos descentralizados e "contratos inteligentes" (o lema da moeda, aliás, é "economia inteligente" - smart economy), além de serem de código aberto e sem fins lucrativos. Já a alcunha de "chinês" vem do fato do NEO ser apoiado pelo governo da China enquanto que o Ethereum não é apoiado pelo governo de nenhum país.

Mas as semelhanças ficam por aí mesmo, nas questões mais rasas. O NEO difere muito do Ethereum quando começamos a entrar mais a fundo no seu código, mais especificamente quanto às linguagens de programação que eles suportam. Enquanto que o Ethereum tem sua própria linguagem, a Solidity, que os programadores devem aprender caso queiram escrever aplicativos ou script para trabalhar com a plataforma, o NEO oferece suporte a uma série de linguagens de programação bastante difundidas, como C# e Java, além dos planos de suporte às linguagens Python e Go (criada pelo Google), em breve, o que acaba sendo um diferencial na hora de atrair novos parceiros.

Hoje o NEO está sendo cotado a U$ 71,14 a unidade.

NEO, a moeda chinesaNEO, a moeda chinesa

Stellar (Lumen)

Mais uma criada em 2014 a Stellar se trata de uma rede de código aberto que permite pagamentos entre instituições financeiras. Ela permite transferências sem distinção entre moedas, o que significa que você pode usar a rede Stellar para enviar dinheiro em reais para um amigo na Austrália, que poderá receber esse pagamento em dólares australianos. Em meio a tudo isso um ponto chave: O Lumen.

Os Lumens são a moeda virtual que faz parte da Stellar e são usados para pagar taxas ao fazer transferência entre outras moedas. Ao ter uma taxa paga em sua própria moeda a rede Stellar se protege contra ataques de usuários maliciosos que podem tentar inundar a rede com um número elevado de requisições ao mesmo tempo (também conhecido como um ataque DDoS). Baratinha ela pode ser uma ótima pedida para quem está começando e não tem muito capital para investimentos.

P.S. Embora a moeda se chame Lumen e a rede na qual está inserida se chame Stellar, é o nome da rede que é usado para identificar a criptomoeda nas exchanges. Portanto, se você for comprar, busque por Stellar, ok?

Hoje o Stellar está sendo cotado a U$ 0,23

Uma moeda que tem um foguete na Coroa não pode ser ruimUma moeda que tem um foguete na Coroa não pode ser ruim

Ripple

Ripple é uma moeda virtual que se concentra em ser uma maneira rápida, segura e sem brechas para o envio de dinheiro ao redor do globo. Segundo eles os pagamentos globais ainda estão na "era da discoteca", usando uma infraestrutura antiga que não acompanhou os tempos modernos. Sua plataforma, a RippleNet, tem como objetivo dar aos usuários transações rápidas e com a certeza de fundos. Tudo isso com a possibilidade das transações serem acompanhadas em tempo real.

O Ripple pode lidar com até 1.500 transações por segundo e é escalável para poder gerenciar tanto tráfego quanto a operadora de cartões de crédito Visa (isso significa um moooonte de transações por segundo). O processamento de uma ordem de pagamento leva um total de quatro segundos frente o período de até 1 hora do Bitcoin ou os 2 minutos do Ethereum.

Outro ponto a se ressaltar é que o Riipple terá 100 bilhões de unidades emitidas, sendo que uma metade será retida enquanto a outra estará em circulação. Hoje, pouco mais de 40 bilhões de Ripple's já foram emitidos. Embora o baixo preço como você verá no parágrafo a seguir, Ripple tem o 3º maior mercado de criptomoedas, perdendo apenas para Bitcoin e Ethereum.

Hoje o Ripple está sendo cotado a U$ 0,70 a unidade.

Ripple é mais uma alternativaRipple é mais uma alternativa

Golem

O Golem é uma rede aberta e descentralizada que compartilha poder de computação. Como é justamente a capacidade de efetuar cálculos que gera renda no mercado das moedas virtuais, qualquer um é capaz de ganhar dinheiro ao "alugar" seu poder computacional a eles que será repassado então a outros usuários que usarão o Golem como um supercomputador capaz de executar qualquer programa. Um bom exemplo disso é a renderização: o Golem pode realizar em minutos tarefas que tradicionalmente levariam dias em máquinas normais. Da mesma forma ele pode realizar gigantescas equações e previsões de análise de negócios de maneira mais rápida e barata do que o normal.

Possivelmente, uma das áreas que mais se beneficiam desta tecnologia é a pesquisa científica. O Golem pode dar auxílio em qualquer campo de pesquisa onde um computador pode ser encaixado, desde a análise de DNA até a busca de vida alienígena.

Atualmente, o Golem ainda está em sua primeira fase de desenvolvimento, o Brass Golem, que pode ser usado apenas para renderização, por enquanto. Ao longo do tempo, à medida em que mais testes e etapas do desenvolvimento forem sendo concluídas a rede expandirá o seu potencial a todos os campos inimagináveis, possivelmente revolucionando a forma como calculamos.

E caso você esteja se perguntando de onde saem as moedas virtuais do sistema - já que ainda não toquei nesse assunto - a resposta é mais simples do que imagina: da mesma forma que no Bitcoin ou qualquer altcoin. Como o poder computacional do Golem é fruto do compartilhamento de processadores de diversos usuários do mundo e quem deseja usar esse poder computacional paga um pequeno valor, todos aqueles que emprestaram sua máquina para que a plataforma as "vendesse" recebem um pagamento na moeda virtual. Simples assim.

O Golem está baratinho, pois ainda não está completamente implementado. No dia em que escrevo este texto o progresso estava em 90%, mas quem sabe se a moeda não vai disparar na medida em que uma versão completa e funcional entrar com tudo no mercado?

Hoje o Golem está sendo cotado a U$ 0,25 a unidade.

Golem é um dos "compartilháveis" mais legais já criadosGolem é um dos "compartilháveis" mais legais já criados

Dogecoin

E para fechar a lista, uma moeda que pode não ser a melhor ou mais valiosa, mas que, com certeza, é a mais fofa, o Dogecoin, a altcoin criada como uma brincadeira no Reddit. Seu logotipo é o rosto de um cão Shiba Inu, que os amantes de memes reconhecerão imediatamente.

Ele foi criado como uma piada, mas realmente tem valor e pode ser usado financeiramente. Atualmente seu principal uso é agir como um serviço de "gorjetas online", principalmente para a própria plataforma Reddit. Enviar ao autor de um comentário ou de um tópico uma quantidade de Dogecoins é semelhante ao Like no Facebook, mas muito melhor porque é uma moeda com o shiba na cara, óbvio.

Entretanto as gorjetas não são as únicas coisas para as quais o Dogecoin é usado. De forma louvável a comunidade Dogecoin já realizou uma arrecadação de fundos para financiar uma equipe de bobsled além de também financiar poços artesianos em países em desenvolvimento, entre outras causas tão justas quanto.

Hoje o Dogecoin está sendo cotado a U$ 0,003 a unidade.

Dogecoin a altcoin mais linda de todasDogecoin a altcoin mais linda de todas

 


Indica alguma outra moeda que deveria estar nessa lista? Deixe nos comentários contando, inclusive, se você já se aventurou pelo mundo das criptomoedas.

SHARE
+ em Bitcoin
    Comentários