O que é overclock?

O Overclock é uma técnica usada para alterar a freqüência do processador, e assim, fazer com que ele funcione de forma mais rápida

Por | @oficinadanet Hardware

Deste modo o processador terá um desempenho superior ao que foi projetado. A palavra Overclock costuma ser usada quando a frequência é alterada para mais do que o seu valor original. Veja como funciona um processador.

O Overclock não pode ser realizado em todos os computadores, como muitos pensam. Existem muitos processadores que possuem um bloqueio para a prática. A tendência de bloqueio, conforme fabricantes, irá aumentar ainda mais. Para quem possui dúvidas sobre a “mágica” do aumento da velocidade dos processadores, muitos entendidos no assunto dizem que, as máquinas foram projetadas para ter uma velocidade superior a usada normalmente, assim, não haverá qualquer tipo de dano no equipamento. No entanto, outros pensam ao contrário.

O que é overclock?

Podemos dizer que Overclock é uma excelente maneira de melhorar o desempenho do equipamento. A grande vantagem de tudo isso é que não possui gastos. Para tanto, a grande vantagem não garante que o processo será nocivo, conforme outros especialistas. O Overclock pode causar uma certa instabilidade e, pode inclusive comprometer o processador.

Problemas que podem causar

O principal problema causado pelo processo é o grande aquecimento do processador. Um processador pode funcionar com segurança, sem danos, com temperaturas externas de no máximo 60 ou 70ºC, com temperatura ideal 50ºC. Acima da temperatura estipulada, o processador pode apresentar alguns travamentos. No entanto, quem ficou preocupado com a situação, saiba que, pequenos Overclocks não oferecem grandes riscos, e assim, são considerados seguros praticamente na sua totalidade, no entanto, quanto maior estímulo ao aumento da velocidade, maior risco está correndo de danificar o processador.

Não esqueça que, quanto maior for o aquecimento do processador irá diminuir a confiabilidade do equipamento como também a sua vida útil. Para entender o processo, ao aumentar a velocidade do sistema, os componentes do computador irão trabalhar de forma mais veloz. Com tudo isso, o sistema terá uma performance maior, com uma velocidade de processamento superior, velocidade das memórias, do HD, da placa de vídeo, enfim, de tudo.

Para quem ficou animado com todas as vantagens apresentadas, não fique tão feliz assim. Apesar da técnica ser bastante vantajosa, é necessário ter muitos cuidados ao realizar o Overclock. Caso não seja tomado todas as precauções necessárias, muitos inconvenientes poderão surgir. O principal problema encontrado é a redução do tempo de vida de uma máquina, como também poderá haver pane súbita, ocasionando inclusive, a queima do processador.

Um Overclock considerado seguro só pode ser feito em máquinas que sejam capazes de suportar um super aquecimento, deste modo, só pode ser realizado em processador de grande qualidade, com um cooler apropriado. Como sabemos que o aquecimento é inevitável, a ventilação precisa dar conta de tudo, e assim, dissipar o calor da placa-mãe. Assim, o aumento da velocidade aumenta, consequentemente o computador trabalha mais.O aquecimento não ocorre somente no processador, mas também nos periféricos. Para tanto, ter uma ótima ventilação é um fator determinante para o sucesso do Overclock.

Vida útil do processador

Quanto a vida útil do computador, vale ressalatar que muitos profissionais alegam que tudo depende da intensidade do Overclock. Em um processo mais simples, que não necessita aumento na voltagem do chip, terá um efeito quase imperceptível, ou mesmo, nenhum. Não podemos esquecer que nenhum fabricante de processador aconselha realizar o Overclock, justo por ser uma prática considerada de alto risco, podendo causar danos irreparáveis. Se você possui a intenção de fazer Overclock em sua máquina, não deixe de fazer a seguinte pergunta a si mesmo: Será que realmente preciso fazer Overclock? Analise, se você possui um computador suficientemente bom para o seu uso, se pretende trocá-lo em breve, talvez seja desnecessário esse processo.

Porém, para aqueles que mesmo sabendo de todos os riscos pretendem realizar o Overclock é bom lembrar que, apesar do processo transformar a sua máquina em um equipamento muito mais veloz, recomendo a todos, que ao menos os interessados procurem ajuda profissional para saber se realmente sua máquina está preparada para realizar o processo, e também para ajudar na transformação. E não esqueça, a solução de hoje pode ser uma grande dor de cabeça amanhã. Então, esteja preparado para assumir todos os riscos citados na realização do Overclok.

Achei muito interessante as palavras usadas por Alexandre Ziebert, um expert em Overclok, em um questionamento sobre a importância dos desafios para a sociedade tecnológica, ao se tratar da prática de Overclock. Ziebert teve como resposta: O overclock extremo é importante para conhecermos melhor os limites da tecnologia. E como os fabricantes devem levar em consideração esse uso ao desenvolver seus produtos, os usuários menos extremos também são beneficiados com produtos mais confiáveis. Além disso, os resultados obtidos com overclock extremo servem como prévia do desempenho normal das máquinas que teremos daqui a um ano ou dois.

Mais sobre: overclock processador oquee
Share Tweet
Comentários
Carregar comentários
Destaquesver tudo