Apple revela novidades sobre seu possível carro autônomo

E já aproveitou para seduzir os talentos da indústria

Por | @Evilmaax Apple

Desde que a Apple anunciou que ia entrar no mercado dos carros inteligentes muita gente já começou a fazer uma poupança esperando um dia ter acesso aos automóveis da marca.

Após muito mistério e anos sem falar do assunto, finalmente a montadora (será?) revelou mais detalhes sobre o que está criando. Quem veio a público falar foi o diretor de pesquisa de inteligência artificial, Ruslan Salakhutdinov, que na semana passada fez uma apresentação revelando tudo o que a "equipe de condução autônoma" (autonomous driving team, no original) andou criando este tempo todo.

Algumas das coisas não são novidade entres os veículos autônomos, enquanto que outras mostram que a Apple está entrando para valer nesse mercado.

Para começar, a Apple criou um sistema que usa câmeras a bordo para identificar objetos, mesmo em situações difíceis, como quando gotas de chuva estiverem cobrindo a lente, por exemplo. Quanto ao reconhecimento proporcionado pelas câmeras, elas podem agora estimar a posição de um pedestre, mesmo quando ele estiver escondido por um carro estacionado.

Outras adições incluíram dar diferentes direções aos veículos através da localização e mapeamento simultâneos, a criação de mapas 3D mais detalhados graças aos sensores presentes nos carros e a tomada de decisão em situações de vida ou morte (um pedestre que se atravessa na frente do seu carro, por exemplo).

Apple revela novidades sobre seu possível carro autônomo

Ainda não é certo se, ou como, a Apple comercializará seu estas tecnologias. No momento, seu objetivo imediato é a criação e implementação de comboios sem motorista que circularão com os funcionários da empresa pelos campus da empresa no Vale do Silício já eles conseguiram (em abril deste ano) a licença para testar veículos autônomos na rua junto ao DMV da Califórnia (tipo o Detran de lá).

Atualmente a Apple não disse se irá fabricar veículos (nem disse que não irá), o que levanta uma questão. Será que ele está criando essas tecnologias para vender para a montadoras como a Tesla, assim como o Google criou o sistema Android e o licensia para Motorola, Sony, etc? O assunto é nebuloso ainda e caso essa venda de tecnologia se concretizasse seria, no mínimo, incomum, já que a Apple é conhecida por manter exclusividade sobre aquilo que desenvolve.

O próprio envento já foi um tanto incoumum para a Apple. Na última sexta-feira, Salakhutdinov recebeu cerca de 200 especialistas em inteligência artificial que se inscreveram para um almoço gratuito e para ver como andavam as pesquisas da Apple com machine learning, processo utilizado para analisar pilhas e pilhas de dados e tirar informações estratégicas dali.

O evento ocorreu no final de uma conferência de uma semana sobre machine learning chamado NIPS. Cerca de 8 mil pessoas participaram, um aumento de quase cinco vezes desde 2012. Houve uma forte presença de recrutadores - incluindo Elon Musk -, na esperança de atrair engenheiros de ML, funcionários altamente valorizados devido sua pouca disponibilidade no mercado.

Aliás, essa falta de profissionais especializados ​​foi uma das principais razões para o evento da Apple que buscava convencer os alunos das melhores universidades americanas a pensarem em um futuro na empresa de Tim Cook, ou então fazer aqueles já empregados em gigantes como Facebook e Alphabet, a se juntarem ao time de Salakhutdinov.

Mais sobre: apple carrosautonomos
Share Tweet
Recomendado
Siga no instagram
Comentários