Google libera versão do Oreo voltada a smartphones menos poderosos

Não tem grana para comprar um smartphone de última geração, mas não quer ficar com o SO atrasado? Confira essa

Por | @Evilmaax Android

Você também fica todo empolgado a cada novo lançamento do sistema operacional do Google, lendo tudo a respeito, vendo as novas funções, quais os aparelhos irão recebê-lo primeiro, para quais ele já está disponível, os novos recursos, etc. mas nunca consegue ir além da teoria já que seu telefone é fraquinho e o seu orçamento para upgrades não colabora?

Pois é, o ponto negativo dos sistemas operacionais mobile modernos é que eles ficam, a cada nova versão, substancialmente mais pesados do que seus antecessores fazendo que o Google restrinja a sua liberação aos pouquinhos, começando apenas pelos modelos tops de linha, indo depois aos mid-high e assim por diante.

Mas se no seu caso o aparelho que tem em mãos não se encaixa naqueles que vão receber o update nem mesmo após meses de lançamento do SO, pode começar a comemorar, pois a partir de hoje suas chances de usar o Oreo, última versão do sistema operacional mobile do Google, subiram consideravelmente. 

Seguindo o exemplo do Facebook que disponibilizou o Facebook  e o Instagram lite para aparelhos mais modestos, o Google está finalmente liberando aquela versão do Android anunciada lá em maio, na I/O 2017.

Android Oreo Go está sendo diponibilizado para fabricantes a qualquer momento nas próximas 24 horas. Esta versão otimizada do sistema operacional foi criada especificamente para dispositivos que contem com apenas 512MB a 1GB de memória e foi construído para ser mais leve e rodar mais rápido em telefones que não vêm com grandes ROMs e aqueles componentes mais avançados que o dinheiro pode comprar. 

Google libera versão do Oreo voltada a smartphones menos poderososAndroid GO foi anunciado na I/O 2017

Os apps pré-instalados e modificados que você encontratá nele são o Google Assistant Go, o Files Go, o Google Go, o Google Maps Go, o Gmail Go, o YouTube Go, o Gboard, o Chrome e a Play Store. A maioria desses aplicativos são variantes mais simplificadas e com interfaces mais simples e, no caso do YouTube, a capacidade de carregar a menor resolução possível de vídeos. Assim espera-se que os aplicativos principais do Go vão ser 50% menores e 15% mais rápidos do que seus equivalentes tradicionais.

O Files Go pode ajudar a tornar os telefones com espaços de armazenamento menores, mais utilizáveis ​​e gerenciáveis, sugerindo arquivos não usados ​​e aplicativos para excluir, além de facilitar a cópia de segurança de arquivos na nuvem para então disponibilizá-los offline, já o Google Go, que costumava ser conhecido como "Search Lite", torna mais rápido a busca à informação em uma conexão lenta. Além disso alguns outros aplicativos, como Play Store e Chrome for Go (que virá com a função Data Saver ativada por padrão para ajudar os usuários a economizar dados) não serão exatamente uma "coisa" separada.

Em um evento na Índia, o Google revelou que os primeiros telefones Go dos seus parceiros irão chegar às prateleiras no início de 2018. Não está claro se eles ficarão restritos a países emergentes e afins (e aqui se encaixa o cenário brasileiro) ou se também chegarão aos EUA e outros países desenvolvidos, mas acredita-se que onde eles forem lançados será pelo menor preço possível.

E só lembrando que o Go não poderá ser instalado (não por padrão) no seu smartphone atual. Ele terá de vir de fábrica em um novo aparelho. 

Mais sobre: android oreo
Share Tweet
Recomendado
Comentários
Destaquesver tudo