Oficina da Net Logo

Windows 10 deve desinstalar de modo automático as atualizações com problemas

Caso haja um problema na inicialização por algum motivo, a máquina irá enviar a notificação. Em caso de problemas, o Windows 10 irá remover automaticamente as atualizações danificadas.

Por | @oficinadanet Windows 10 Pular para comentários

A Microsoft pretende facilitar a vida de todos os seus usuários em relação à correção de bugs presentes nas últimas atualizações do Windows.

Ao que tudo indica, o Windows 10 deverá desinstalar automaticamente as atualizações recém-instaladas caso detectar problemas na inicialização. Deste modo, o software irá desativar a reinstalação das atualizações com problemas do decorrer de 30 dias. Caso a função estiver ativada, uma notificação será mostrada na Central de Ações.

“O Windows instala automaticamente as atualizações para manter seu dispositivo seguro e funcionando com a máxima eficiência. Ocasionalmente, essas atualizações podem falhar devido a incompatibilidade ou problemas em um novo software”, diz o comunicado.

Windows 10 deve desinstalar de modo automático as atualizações com problemas.Windows 10 deve desinstalar de modo automático as atualizações com problemas. Leia em destaque: Como habilitar a proteção contra gravação de um pendrive USB no Windows 10.

Caso haja um problema na inicialização por algum motivo, a máquina irá enviar a notificação:

“Nós desinstalamos algumas atualizações instaladas recentemente para recuperar o dispositivo de uma falha de inicialização”.

Isso quer dizer que se o computador apresentar algum problema no Windows e as tentativas de recuperação não saírem conforme o previsto, o Windows 10 irá remover automaticamente  as atualizações danificadas.

A Microsoft não revelou de modo claro como tudo irá funcionar, porém, através de um documento de suporte foi detalhado que o recurso que provavelmente chegará ao Windows 10 para uma melhor experiência.

A companhia, através do documento, disse que o Windows pode instalar atualizações automaticamente, com a finalidade de manter o dispositivo leve e seguro.

Através das medidas a companhia deve impedir que o Windows 10 instale automaticamente updates problemáticos nos próximos 30 dias, a contar pela detecção do problema.

"Isso dará à Microsoft e aos nossos parceiros a oportunidade de investigar a falha e corrigir quaisquer problemas. Após 30 dias, o Windows tentará novamente instalar as atualizações", diz a Gigante de Redmond.

Comentários
Carregar comentários