Oficina da Net Logo

Suporte ao Windows 7 vai terminar em menos de 1 ano

Windows 7 receberá atualizações somente até o dia 14 de janeiro de 2020. Após essa data, os clientes terão que optar por comprar a licença do Windows 10 ou então por pagar pelos updates para o Windows 7, que estão disponíveis até 2023.

Por | @fsbeling Windows 4 comentários

Isso mesmo, o suporte gratuito ao Windows 7 será finalizado no dia 14 de janeiro de 2020. Mas o que isso significa? Significa que o sistema deixará de receber atualizações gratuitas de segurança. Com isso, computadores que contam com o Windows 7 vão ficar vulneráveis a ataques e vírus.

A recomendação da Microsoft é de que todos usuários do Windows 7 façam a migração para o Windows 10. Porém, aqueles que ainda não optarem por fazer isso, poderão pagar pelo update até 2023.

A Microsoft disse “assim que o suporte for encerrado, seu PC ficará mais vulnerável aos riscos de segurança… você parará de receber atualizações de segurança e de recursos”. Desta forma, a companhia explica que mesmo após 2020, o Windows 7 poderá ser utilizado, porém, enfatiza que estará correndo riscos em relação a segurança.

Para que os consumidores possam atualizar o Windows 7 para o Windows 10 é preciso adquiri uma licença completa. O usuário ainda pode optar pela versão Home que sai por R$ 559,99 ou então, pela versão Pro, que custa R$ 809,99. Além disso, a Microsoft sugere “Para usufruir dos recursos mais recentes do hardware, recomendamos que você adquira um novo PC”.

Windows 7 - Atualizações pagas até 2023

Após o prazo estabelecido, as companhias precisarão pagar pelas atualizações, ou seja, depois do dia 14 de janeiro de 2020, aqueles que quiserem continuar com o Windows 7 em seu PC, recebendo as devidas atualizações, precisarão desembolsar.

Atualizações Estendidas de Segurança (ESU) estarão disponíveis aos Clientes do Windows 7 Professional e Enterprise no Licenciamento por Volume entre o ano de 2020 até 2023.

Contudo, a princípio haverá um acréscimo no valor a ser cobrado pelos updates a cada ano e também dependerá da quantidade de dispositivos em que o cliente vai precisar fazer o update.

Os mesmos patches de segurança estarão disponíveis para companhias que fazem a assinatura do Windows Enterprise E3, com o serviço Windows Virtual Desktop (WVD) que disponibiliza máquinas virtuais rodando Windows 7 e hospedadas na nuvem Azure.

Após 2020, updates do sistema terão que ser pagos.Após 2020, updates do sistema terão que ser pagos.

Entretanto, já os clientes do Microsoft 365 Business vão poder efetuar sem custo adicional a atualização dos dispositivos com licença do Windows 7, 8 ou 8.1 Pro.

Vale ressaltar que companhias que fazem uso das versões Embedded do Windows 7 terão suporte oficial até 2021. Estas por sua vez são muito utilizadas em sistemas de entretenimento para carros, em terminais PoS, neste caso, em caixas de suspermecados, e também em equipamentos de indústria.

Com isso, a Microsoft começa a incentivar os consumidores a migrarem para o Windows 10, uma vez que está se preparando para encerrar o suporte ao Windows 7.

Assista ao nosso último vídeo: