Satélite da Agência Espacial Europeia, Sentinel-SP, revela queda no nível de NO2 na Itália

Satélite da ESA (Agência Espacial Europeia), Sentinel-SP, detectou uma queda no nível de dióxido de nitrogênio (NO2) na Itália. Entenda o porquê.

Imagem mostrando a concentração de dióxido de carbono ao redor do mundo. Fonte: ESA
Imagem mostrando a concentração de dióxido de carbono ao redor do mundo. Fonte: ESA

De acordo com a Agência Espacial Europeia (European Space Agency ou ESA), os níveis de poluição na Itália caíram, especialmente os de gases de dióxido de nitrogênio. Estes dados foram coletados através do satélite Sentinel-SP, que nos revela que o país europeu, principalmente na região norte, teve uma queda sensível na concentração de poluentes no ar após o bloqueio nacional para impedir a propagação do Coronavirus (COVID-19).

No vídeo abaixo, postado pela ESA em seu canal no YouTube, é possível visualizar melhor os níveis de dióxido de nitrogênio na Europa no período de 1 de janeiro até 11 de março deste ano, utilizando uma movimentação de 10 dias de diferença. A geração destes dados só foi possível graças um dispositivo chamado Tropomi, acoplado ao satélite Copernicus Sentinel-SP, que é capaz de mapear diversos poluentes no ar ao redor do mundo.

Confira abaixo a postagem da ESA, na rede social Twitter, sobre os novos dados coletados pelo satélite:

O gerente do projeto de utilização do satélite Copernicus Sentinel-SP, Claus Zehner, diz:

"O declínio nas emissões de dióxido de nitrogênio sobre o vale do Pó no norte da Itália é particularmente evidente. Embora possa haver pequenas variações nos dados devido à cobertura de nuvens e mudanças climáticas, estamos muito confiantes de que a redução nas emissões que podemos ver coincide com o bloqueio na Itália, causando menos tráfego e atividades industriais."

O diretor de programas de observação da Terra da ESA, Josef Aschbacher, diz:

"O Copernicus Sentinel-5P Tropomi é o instrumento mais preciso hoje que mede a poluição do ar no espaço. Essas medições, disponíveis globalmente graças à política de dados gratuitos e abertos, fornecem informações cruciais para os cidadãos e tomadores de decisão."

Recentemente, o Coronavirus (COVID-19) foi declarado como pandemia pela Organização Mundial da Saúde (OMS ou WHO ou World Health Organization). A enfermidade já ultrapassa mais de 167 mil casos confirmados no mundo. Na Itália, o número de casos cresceu tanto, que o país atualmente é o que mais tem casos fora da China no mundo, com quase 25 mil casos confirmados.

O primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte, na tentativa de evitar uma maior transmissão da doença, anunciou o bloqueio de todo o país - fechando escolas, restaurantes, bares, museus, entre outros locais.

O que você achou desta notícia? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

Fonte: ESA

🔥O POCO F4 É MUITO BOM 👇

Comentários
Minha foto
Insira um comentário