Relaxe, 5G é seguro e não apresenta riscos à saúde por exposição à radiação

De acordo com a ICNIRP, órgão internacional de vigilância de radiação, o 5G é seguro. Além disso, novas diretrizes foram publicadas este ano para espalhar a conscientização e deixar os rumores de lado.

Relaxe, 5G é seguro e não apresenta riscos à saúde por exposição à radiação

Quando se trata de 5G , houve muita indignação e teorias sobre seus efeitos adversos à saúde. Bem, o órgão internacional encarregado de estabelecer limites à exposição à radiação deixou claro que o 5G é seguro depois de criar rotinas de testes exaustivos em laboratório.

A Comissão Internacional de Proteção contra Radiação Não-Ionizante (ICNIRP), o órgão científico com sede na Alemanha que avalia os riscos para a saúde das transmissões de rádio, observou que o mm-Wave 5G não apresenta riscos à saúde.

As novas diretrizes da ICNIRP foram atualizadas pela primeira vez em mais de 20 anos e mencionam que os níveis de produção da infraestrutura 5G na maioria das regiões são muito inferiores aos novos limites máximos estabelecidos.

Além disso, um porta-voz do ICNIRP esclareceu que não há evidências cientificamente comprovadas de riscos à saúde representadas pelas frequências 5G categorizadas como 'seguras' de acordo com as diretrizes atualizadas.

A pesquisa chegou em um momento que o 5G efetivamente começa a se espandir por mais regiões, apesar de por exemplo aqui no Brasil não tenhamos ainda a banda liberada para uso em larga escala, testes de conectividade realizados no país já demonstraram que a eficiência da nova rede irá trazer benefícios enormes e para todos.

Vale ressaltar ainda que, alardes sobre problemas supostamente criados pelo uso do 5G, não foram sequer provados. Como o caso da morte de centenas de pássaros atribuído a testes realizados com o 5G na cidade de Haia, nos Países Baixos, em 2018. Para esclarecer, nenhum teste de rede 5G havia sido realizado na cidade na época em que os pássaros morreram.

Saiba que, ondas de alta frequência são na realidade mais seguras, pois não conseguem ultrapassar obstáculos físicos. Além disso existem relatos de que o 5G necessitará de mais antenas para funcionamento, na realidade podemos dizer que isso é correto em partes, não será necessário termos mais antenas, mas sim pontos de distribuição mais próximos uns dos outros, mas para o 5G não é problema uma vez que todo o hardware, incluindo uma antena, cabe basicamente em uma caixa de sapatos, logo, tais módulos poderão ser instalados em basicamente qualquer local.

Especula-se muito sobre a chegada do 5G no Brasil, a ANATEL segue adiando o leilão de frequências para uso com a nova rede. Contudo está previsto que o 5G chegue por aqui na mesma velocidade em que chega na Europa, Ásia e América do Norte. Vale lembrar que o 4G demorou quase 4 anos para chegar aqui, após a tecnologia chegar na Europa, então é seguro afirmar que o 5G chegará aqui bem mais rápido que o 4G chegou.

Agora, uma coisa segue sendo uma incógnita para todos nós, levando em consideração que no Brasil, os preços de produtos e serviços tendem a ser estranhamente e inexplicavelmente mais altos, é por quanto as operadoras irão comercializar o 5G aqui.

Tech Mobile: Inscreva-se!

O nosso novo canal de smartphones surgiu, veja o que preparamos para você que gosta de celulares!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário