Alemanha está abrindo sua primeira rodovia elétrica para caminhões

Caminhões estão consumindo cada vez mais diesel, poluindo cidades e alimentando as mudanças climáticas. A Alemanha acha que pode ter encontrado a resposta usando linhas elétricas aéreas para alimentar grandes plataformas.

Por | @bgssilva Tecnologia 2 comentários

Um sistema que permite que caminhões extraiam energia elétrica de cabos aéreos entrou em operação em um trecho de 10 quilômetros da autobahn na terça-feira, de acordo com o governo alemão.

É o primeiro teste desse tipo em uma via pública na Alemanha.

Desenvolvido pela Siemens (SIEGY), o sistema permite que grandes plataformas com equipamentos especiais montados em seus telhados se conectem a linhas elétricas enquanto viajam a velocidades de até 90 quilômetros por hora.

Os caminhões funcionam com motores elétricos quando conectados às linhas aéreas e um sistema híbrido quando retornam a uma estrada tradicional. Os sensores detectam quando os fios aéreos estão disponíveis.

A Siemens diz que seu sistema eHighway combina a eficiência do trilho elétrico com a flexibilidade do transporte por caminhão. Outro benefício é uma redução acentuada nas emissões de CO2 e óxidos de nitrogênio.

A Siemens argumenta que o sistema pode ser integrado à infra-estrutura rodoviária existente, tornando-se uma maneira prática de reduzir as emissões e o consumo de energia em locais onde as ferrovias não são viáveis.

O trecho da estrada inaugurado na terça-feira faz parte de um elo crucial entre o aeroporto de Frankfurt, um centro global de cargas e um parque industrial próximo.

Mais dois trechos da rodovia com o sistema serão abertos em breve.

O governo alemão gastou 70 milhões de euros para desenvolver caminhões que possam usar o sistema. A Siemens disse que um proprietário de caminhão poderia economizar cerca de 20.000 euros em combustível ao longo de 100.000 quilômetros.

O transporte por caminhões é a fonte de demanda de petróleo que mais cresce no mundo, de acordo com o Fórum Internacional de Transporte, que faz parte da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

Segundo o grupo, o transporte rodoviário de mercadorias também responderá por 15% do aumento projetado das emissões globais de CO2 até 2050.

Reduzir as emissões de carbono do transporte, incluindo o frete, é uma parte fundamental do Acordo Climático de Paris de 2015, que visa limitar o aquecimento global a bem abaixo de 2 graus Celsius acima dos níveis pré-industriais.

Projetos como o da Alemanha podem ser parte de uma solução que inclui o aumento do uso de veículos elétricos e ferroviários.

Os caminhões eletrificados são uma solução particularmente eficiente no caminho para o transporte com carbono neutro", disse Rita Schwarzelühr-Sutter, secretária de Estado do Ministério Federal do Meio Ambiente da Alemanha.

Testes e demonstrações da tecnologia eHighway também foram realizados em menor escala na Suécia e perto dos portos de Los Angeles e Long Beach.

Ainda em teste, torço para que tudo dê certo e que tal solução se torne viável em todo o mundo, afinal de contas, combater hoje a poluição é determinante para uma vida tranqüila para as gerações futuras.

Comentários
  • Sergio Durval    •    1 semana

    No Brasil vai ser complicado, os cabos vão ser roubados, como fazem na CPTM.

  • Nícolas Müller    •    1 semana

    Triste, mas verdade.
    A publicação justamente foi trazida para refletir sobre as novas formas de uso dos meios de trânsito com menor índice de poluição. Essa solução na Alemanha é uma boa.

  • NEWSLETTER

    As novidades de tech no seu
    e-mail, inscreva-se grátis ;)