Oficina da Net Logo

Tim Cook diz aos supremacistas brancos que não possuem lugar em suas plataformas

Cook recebe o primeiro prêmio "Courage Against Hate" da Liga Anti-Difamação.

Por | @fsbeling Tecnologia Pular para comentários

Tim Cook, o CEO da Apple, discursou sobre os supremacistas brancos e os "perigosos teóricos da conspiração" na segunda-feira (03), ressaltando que todo e qualquer tipo de conteúdo odioso não terá um lar nas plataformas da Apple. Além disso, Cook também recebeu o primeiro prêmio “Courage Against Hate” da Anti-Defamation League (ADL), e usou seu tempo no palco para falar sobre o compromisso da empresa em evitar que o discurso de ódio se espalhasse.

Cook disse “Na Apple, acreditamos que a tecnologia precisa ter um ponto de vista claro. Não é hora de se amarrar em nós. Nós só temos uma mensagem para aqueles que procuram empurrar o ódio, divisão ou violência: você não tem lugar em nossas plataformas. Você não tem casa aqui. Desde os primeiros dias do iTunes até a Apple Music, hoje, sempre proibimos a música com uma história de supremacia branca. Por quê? Porque é a coisa certa a fazer. E, como mostramos este ano, não damos uma plataforma aos teóricos da conspiração violenta. Por quê? Porque são as coisas certas a fazer."

Seguiu dizendo "Teóricos da conspiração violenta" refere-se ao Infowars de Alex Jones, que foi removido da App Store da Apple no início deste ano. Jonathan Greenblatt, CEO da ADL, mencionou especificamente a remoção de Jones da plataforma como um momento chave na luta contra o conteúdo de ódio, observando que a decisão da Apple de remover Infowars levou à sua remoção de outras plataformas, incluindo YouTube, Twitter e Facebook. 

dispositivos que fabricamos são imaginados por mentes humanas, construídos por mãos humanas e destinados a melhorar vidas humanasDispositivos que fabricamos são imaginados por mentes humanas, construídos por mãos humanas e destinados a melhorar vidas humanas, cita Cook. Leia em destaque: As tecnologias que morreram em 2018.

Grande parte da palestra de Cook na conferência “Never is Now” da ADL na cidade de Nova York enfatizou as diretrizes morais pelas quais a Apple opera. Cook reiterou várias vezes que, embora a Apple seja uma empresa de tecnologia, ele entende que sua missão vai muito além do projeto de hardware.

"A Apple é uma empresa de tecnologia, mas nunca esquecemos que os dispositivos que fabricamos são imaginados por mentes humanas, construídos por mãos humanas e destinados a melhorar vidas humanas", disse Cook. “Preocupo-me menos com computadores que pensam como pessoas e mais com pessoas que pensam como computadores. A tecnologia deve ser sobre o potencial humano. Deve ser otimismo. "Acreditamos que o futuro deve pertencer aqueles que vêem a tecnologia como uma maneira de construir um mundo mais inclusivo e esperançoso".

Fonte: TheVerge

Você tem Telegram? Então inscreva-se grátis aqui no canal do Oficina da Net e recebe todas as notícias pelo mensageiro.

Comentários
Carregar comentários