Oficina da Net Logo

Consórcio dos EUA para desenvolvimento em segurança de IA tem Baidu com primeiro membro chinês

A associação não exige nenhuma promessa vinculativa, porém, as empresas integrantes devem “acreditar e empenhar-se em defender” oito princípios fundamentais.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

Um consórcio de tecnologia liderado pelos Estados Unidos, com o objetivo de proteger o desenvolvimento de inteligência artificial recebeu o primeiro membro chinês, a empresa de buscas na internet Baidu.

A Partnership on AI (PAI) foi criada a dois anos para gerar práticas recomendadas para a tecnologia AI. Empresas como Google, Amazon, Facebook e Microsoft fazem parte do grupo, que também é financiado por eles. Entidades governamentais como ONU e a Humam Rights Watch também integram a associação.

A associação não exige nenhuma promessa vinculativa, porém, as empresas integrantes devem “acreditar e empenhar-se em defender” oito princípios fundamentais.

Consórcio dos EUA para desenvolvimento em segurança de IA tem Baidu com primeiro membro chinês.Consórcio dos EUA para desenvolvimento em segurança de IA tem Baidu com primeiro membro chinês. Leia em destaque: Como usar a tecnologia para diminuir a ansiedade?.

A diretora executiva da PAI, Terah Lyons, disse ao The Verge que o grupo não deve cumprir os objetivos sem a “visão dos principais atores globais da IA”, e isso inclui as empresas chinesas.

"A China tem uma ambição clara de se tornar um líder global em IA até 2030 e está fazendo investimentos maciços para esse fim", disse Lyons. "Não podemos ter uma conversa abrangente e global sobre o desenvolvimento da IA, a menos que a China tenha um assento na mesa."

A China está fazendo uso da inteligência artificial e tecnologias relacionadas, como o reconhecimento facial. Um dos princípios fundamentais da PAI consiste em que os membros irão trabalhar para “proteger a privacidade e a segurança das pessoas”.

 "Vemos percepções potencialmente divergentes sobre o desenvolvimento e o uso da IA ​​como algo a ser adotado e tentado superar através do nosso trabalho", disse Lyons sobre a abordagem da IA pelas diferentes nações.

Para que os objetivos sejam concretizados, a PAI criou vários grupos de trabalho sobre tópicos específicos, incluindo a “IA, Trabalho e Economia”, “IA Crítica em Segurança” e “IA e Bem Social”. 

O Baidu, vale ressaltar, é o primeiro membro chinês da PAI, porém, não é a empresa mais influente que trabalha com IA na China.

Fonte: The Verge 

MAIS SOBRE: #IA  #Facebook  #baidu  #google
Comentários
Carregar comentários