Oficina da Net Logo

Saiba mais sobre o impacto do smartphone nas formas de linguagem

A influência da tecnologia e dos smartphones na linguagem convencional é indiscutível, porém, essa influência tem um lado positivo, segundo especialistas.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

Nos últimos 15 anos, os celulares deixaram de ser um item utilizado apenas para realizar ligações e enviar mensagens esporádicas, e se tornaram um aparelho indispensável na vida de bilhões de pessoas. Atualmente, o celular já se tornou o principal meio de acesso a internet para mais de 50% dos usuários ativos, e foi usado inclusive para divulgar campanhas e movimentos de representatividade, além de estimular mudanças dentro do meio publicitário.

Com o uso contínuo dos smartphones, o chamado "internetês", que é o estilo de linguagem utilizado no meio virtual, também tem se tornado cada vez mais comum, o que é causa de grande preocupação para os gramáticos mundo afora.

O impacto do smartphone nas formas de linguagemO impacto do smartphone nas formas de linguagem

O internetês é formado por muitas abreviações, palavras escritas de forma gramaticalmente incorreta e pela substituição de expressões pelos famosos emojis. Tudo isso é o suficiente para que muitas pessoas acreditem que a língua portuguesa irá deixar de existir, tendo em vista que a próxima geração parece estar mais acostumada com a linguagem da internet do que com o idioma convencional. Porém, essas mudanças não são necessariamente negativas e podem ter também um lado positivo. Leia em destaque: Como usar a tecnologia para diminuir a ansiedade?.

Aquisição de novas habilidades cognitivas

Ao contrário da notória conclusão de que os jovens estariam a se tornar menos inteligentes por utilizar o internetês, alguns especialistas já enxergam isso como uma nova habilidade cognitiva. De acordo com o escritor John McWhorter, que também é professor da Universidade de Columbia, a forma de se comunicar pelo celular tem criado um novo conjunto de regras e um estilo de linguagem próprio, o que significa que os usuários estão a se tornar, de certo modo, bilíngues.

Segundo ele, os usuários do internetês, especialmente os mais jovens, estão a expandir os seus repertórios linguísticos, mesmo que de forma inconsciente. E como a ciência já demonstrou que ser bilíngue resulta em ótimos benefícios cognitivos, não é exagero concluir que os jovens de hoje em dia estão a desenvolver novas habilidades através da linguagem virtual.

Mudanças fazem parte de todos os idiomas

Ao longo dos séculos, sempre existiram pessoas que acreditaram que o português e as outras línguas iriam desaparecer, devido as mudanças adotadas pelas novas gerações na linguagem. Contudo, a lição que podemos tirar disso é que os idiomas estão num processo constante de mudança, evoluindo junto com as pessoas.

A principal diferença nos dias de hoje, com o avanço da tecnologia e o uso dos smartphones, é que a linguagem parece estar a se modificar de forma mais rápida do que antes. Um exemplo disso é que, pelo fato das pessoas estarem conectadas através da internet, palavras e expressões regionais podem ganhar popularidade a nível nacional da noite para o dia através das redes sociais, algo impossível de se imaginar nas gerações anteriores.

Portanto, apesar de muitos gramáticos considerarem a internet como o fim das linguagens como as conhecemos, esse fenômeno não é algo novo e já acontece há centenas de anos. Desse modo, a melhor maneira de lidar com essa questão é aceitando que o português e as demais línguas estão sempre a se modificar, e que isso é algo inerente de todas as formas de linguagem.

MAIS SOBRE: #smartphones  #tecnologia  #linguagem  #vidatech
Comentários
Carregar comentários