Oficina da Net Logo

8 Dicas tecnológicas para quem está viajando para outro país

Antes de fazer uma viagem fora do país, certifique-se de estar preparado tecnologicamente.

Por | @oficinadanet Tecnologia

Quem nunca viajou para fora do Brasil, e é novato nessa aventura, prepare-se, pois é uma atividade desafiante, em todos os sentidos. Chegar à um outro país, com outra cultura e outro idioma, pode ser encantador e assustador ao mesmo tempo. Mas, com as modernidades disponibilizadas pela tecnologia atual, você pode viajar e se divertir de uma formar bem mais fácil. Basta planejar com antecedência e seguir nossas 8 dicas tecnológicas para quem está viajando para outro país

8 Dicas tecnológicas para quem está viajando para outro país

Verifique se seu smartphone vai funcionar no outro país

Se estamos falado em tecnologia, a primeira coisa que você vai pensar é no seu smartphone, correto? Sim, ele será seu grande aliado na hora de se comunicar e se localizar no país. Mas, o que poucos se preocupam é se seu modelo de telefone funciona no exterior.

Por exemplo, quando você se conecta a uma rede Wi-Fi, seja no aeroporto ou em um hotel, você consegue verificar e-mails, atualizar o Facebook e usar aplicativos de comunicação que utilizam sua internet de dados, como o iMessage, Facebook Messenger e WhatsApp. Entrentanto, para fazer chamadas e mensagens de texto, quando o Wi-Fi não está disponível, você vai precisar acessar dados de rede 3G ou 4G, da mesma forma que faz aqui no Brasil.

O grande porém é que você não poderá usar seu número de telefone daqui no outro país. Além do seu telefone ser desbloqueado em outros países, com outras operadoras, será preciso ter compatíbilidade com a rede de dados no país que você está visitando. 

Muitos smartphones, incluindo as últimas gerações da Apple, Motorola e Samsung, suportam os tipos de redes dos outros países. Assim, mesmo se você usar uma 2G, você não deve ter problemas para mudar para 3G de lá. Mas se o seu telefone for somente 2G e você estiver viajando para um país somente 3G, poderá se limitar a atividades somente com o uso de Wi-Fi. Se for esse o caso, pode valer a pena comprar um telefone Android compatível com 3G ou 4G para usar nesta viagem.

Preocupações com seu chip

Normalmente, qualquer turista que chegue em outro país, compra um chip de uma operadora local para utilizar os serviços na região. Mas nem sempre isso é o suficiente.

Primeiramente, se você precisa se comunicar com sua família assim que pousar, pegar um Uber ou apenas mandar uma mensagem de texto para a família, avisando que você chegou e está bem, você vai precisar estar com o smartphone conectado e com um número local imediatamente após o pouso.

Você pode encontrar uma operadora de telefone local logo no aeroporto, mas e se houver dificuldade em entender o idioma, ou você precisar de ajuda técnica para configurar o chip?

Para evitar esses transtornos, compre um chip do país com antecedência. Você pode pagar taxas um pouco mais caras aqui, mas também será bom ter comunicação local assim que o avião pousar.

Exclua a autenticação em dois fatores

Você estará com um novo número de telefone, e por isso não conseguirá redefinir a senha do Twitter, Facebook ou Gmail. A autenticação em dois fatores significa que, para verificar sua identidade, precisará verificar o recebimento de uma mensagem de texto. Mas se você não puder acessar seu telefone inscrito na rede social, não poderá autenticar sua rede social.

Antes de viajar, verifique se todas as contas, isso inclui e-mails, redes sociais e até mesmo bancos, está com a autenticação em dois fatores e, se estiverem, exclua-a. É importante que você conseguir ter acesso em todos os serviços e redes sociais que são importantes para você.

Aprenda os segredos do iMessage

Se você é um usuário do iPhone, o iMessage é muito bom, pelo menos até encontrar um número de telefone diferente. A partir daí começam os problemas.

O iMessage fora do país não poderá ser usado com seus dados de internet do Brasil, portanto, para conectar-se à internet, vai precisar de um Wi-Fi. Com outro número, tudo muda.

Planeje com antecedência se você quer usar o iMessage para se comunicar com amigos e familiares que também usam um iPhone. Você pode ajustar o iMessage para que ele use seu endereço de e-mail, e lá envie e receba mensagens de texto. (Você pode fazer isso acessando Ajustes > Mensagens > Enviar e Receber. Lá, configure seu endereço de e-mail).

Aprenda os segredos do iMessageAprenda os segredos do iMessage

Essa não é a melhor das soluções, mas vai ajudar você a se comunicar pelo iMessage tendo apenas acesso ao e-mail até quando estiver estabelecido uma conexão com um SIM.

Aplicativo de mensagens de terceiros

O SMS no exterior é um incômodo, isso por causa do alto custo e também por causa do novo número de telefone, que nem todos seus contatos devem ter ainda. Uma boa alternativa à esse problema é usar um aplicativo de mensagens de terceiros.

Um bom exemplo é o Facebook Messenger. Ele precisa apenas de dados, e não está vinculado ao seu número de telefone. Usá-lo no exterior é exatamente a mesma experiência que usá-lo em casa. Além disso, você pode usá-lo para fazer chamadas de voz ou vídeo - novamente com apenas dados. O problema, é claro, é que você só pode ligar ou enviar mensagens para outros usuários do Facebook Messenger. Mas este é um pequeno problema, afinal, quem não está no Facebook?

Outra grande alternativa é o famoso WhatsApp para a comunicação no estrangeiro. Ele atribui a você um número de telefone, que permanece o mesmo, independentemente da seleção do SIM.

Google Tradutor

Aqui está a salvação para o brasileiro que não habla Español nem speak English. Isso pode significar impossibilidade de ler os cardápios, pedir para ir no banheiro ou descobrir como funcionam as bombas de gasolina.

Mas para a alegria de quem não é poliglota, foi inventado o Google Translate, aplicativo tradutor disponível para AndroidiOS. Existem outros apps tradutores, mas o da Google é o único que tem o modo de câmera, traduzindo magicamente o texto impresso capturado por sua câmera.

Embora as vezes possam haver traduções hilárias, o Google Translate é capaz de decifrar palavras-chave com apenas uma foto, e ajuda em muito a vida do viajante no exterior.

Além disso, esse app é capaz de trabalhar off-line, se você fizer o download de bancos de dados de tradução. Para economizar tempo (e dados) durante a viagem, baixe os idiomas antecipadamente. Toque no ícone Configurações e, em seguida, em Tradução off- line. Clique no sinal + no canto superior esquerdo e escolha o idioma que deseja baixar.

Google Maps Off-line

Da mesma forma que o Translate, o Google Maps tem um modo off-line que pode  salvar sua viagem, se você estiver em um local sem Wi-Fi. Faça o download dos mapas que abrangem as cidades que você vai visitar quando ainda estiver usando o Wi-Fi da sua casa. Mesmo que esses downloads possam pesar um pouco na memória do seu dispositivo, vale a pena reservar um espaço para isso.

Para usar esse recurso, basta abrir o Google Maps e ampliar ou reduzir até ver o pedaço do mapa que você deseja salvar. Em seguida, toque no ícone Menu, seguido por mapas off-line. Agora, toque em Mapa personalizado.

Google Maps Off-lineGoogle Maps Off-line

Faça os ajustes finais na área do mapa desejada e toque em Download. (Observe que, por padrão, o Maps fará o download dos mapas apenas quando você estiver conectado ao Wi-Fi. Se você quiser permitir o download em uma rede móvel, toque no ícone de roda dentada e escolha essa opção.)

Google Maps Off-lineGoogle Maps Off-line

Lembre-se de que os mapas off-line funcionam para instruções de direção, mas não para rotas de bicicleta, caminhada ou trânsito.

Leve adaptadores

Então você comprou um adaptador universal para tomada? Isso é bom, pois permitirá que você conecte seu dispositivo à energia. Leve um plugue de parede compatível com o país, e de preferência aos que oferecem mais portas USB, pois isso possibilitará à você carregar seu telefone, tablet, fones de ouvido e alto-falante Bluetooth.

COMPARTILHE
Comentários
Carregar comentários