Oficina da Net Logo

NASA revela dado desastroso em 2017

Temperatura do planeta em alta. 2017 foi o ano mais quente da história.

Por | @oficinadanet Tecnologia Pular para comentários

O assunto é recorrente, porém, é necessário comentar. Em 2015, o Google começou a fazer verificações de mudanças climáticas através do Street View, e no ano seguinte a Apple foi responsável pela doação da renda de aplicativos para uma ONG que tem o propósito de combater as mudanças do clima no planeta.

Porém, para que as consequências possam mesmo serem percebidas em decorrência do aquecimento global é preciso muito mais. Conforme a NASA, 2017 foi o segundo ano mais quente já registrado na história, ficando atrás somente de 2016.

Na imagem abaixo é possível perceber que a temperatura do nosso planeta está muito alta em praticamente todas as regiões, incluindo os oceanos e também na terra. Isso tudo é bastante preocupante.

2018 promete ser um ano bastante quente.2018 promete ser um ano bastante quente.

As alterações do clima não resultam apenas as consequências do calor em relação ao derretimento das calotas polares, mas também existem outros desastres ambientais associados como as supertempestades, como o furacão Irma e furacão Maria, que foram registrados em setembro desse ano, bem como os incêndios que assolaram a Califórnia. Leia em destaque: Como descartar lixo eletrônico?.

Agora, a expectativa é de que 2018 possa se tornar o ano mais quente da história, e como consequência disto tudo, muitos desastres naturais.

Comentários