O Redmi Note 7, um dos smartphones mais vendidos da Xiaomi, começou a receber sua primeira beta estável do Android 10 em todo o mundo. Este aparelho, lançado no início de 2019, supreendeu os fãs da marca por trazer especificações interessantes, bateria de alta capacidade e design elegante para o segmento dos intermediários.

Segundo a própria Xiaomi, a atualização está sendo liberada gradativamente via OTA aos usuários, e aqueles que não receberem de imediato devem esperar pela versão final, planejada para ser entregue na próxima semana. Apesar da chegada do Android 10, a empresa manteve a MIUI 11, ou seja, alguns recursos e funções da nova interface ainda não estão presentes.

De qualquer forma, é importante lembrar que o Redmi Note 7 é compatível com a MIUI 12, bem como outros 22 modelos. Portanto, os proprietários devem apenas aguardar a liberação da versão estável, algo que deve acontecer nos próximos meses.

Com relação ao Android 10, quando o update chegar em seu aparelho, antes de realizar a instalação, verifique a quantidade de bateria disponível para evitar desligamentos durante o processo, recomendamos no mínimo 50%. Também aconselhamos que você faça um backup dos seus dados.

Especificações do Redmi Note 7:

Ele possui uma tela IPS LCD de 6,3" com resolução de 2340 x 1080 pixels, aspecto 19,5:9 e vidro com proteção Gorilla Glass 5.

Por dentro, temos o processador Snapdragon 660, aliado a 3GB, 4GB ou 6GB de RAM e 32GB, 64GB ou 128GB de armazenamento interno, expansível via microSD.

No departamento de câmeras, há dois sensores na traseira, sendo o principal de 48MP e o secundário de profundidade de 5MP. O pequeno entalhe em forma de gota abriga uma câmera dedicada à selfies de 13MP.

Para manter o Redmi Note 7 ligado, a Xiaomi inseriu uma bateria de 4.000 mAh com carregamento rápido de 18W. Como recurso de segurança, existe um leitor de digitais na traseira.