Em setembro do ano passado, a Xiaomi apresentou o Mi Mix Alpha, smartphone topo de linha que chamou a atenção do público por oferecer um design totalmente futurista e incríveis 180% de relação tela-corpo. Apesar da empresa ter revelado o preço deste aparelho, nada menos que US$ 2.500 (R$ 13.025), ele nunca chegou às prateleiras, se mantendo apenas como um conceito.

Vazamentos recentes sugeriram que a Xiaomi lançaria uma versão aprimorada do Mi Mix Alpha, que chegaria ao mercado com Snapdragon 865, melhor chipset da Qualcomm no momento. No entanto, sabemos que isso não vai acontecer, dado que Xiao Zang, vice-gerente geral de marketing da marca, revelou que não existe um modelo com este processador.

Executivo confirma que não há uma versão com Snapdragon 865

Infelizmente, isso também coloca em dúvida o destino do Mi Mix Alpha, afinal, desde o evento de lançamento em setembro de 2019, a Xiaomi ainda não revelou uma data exata para o início das vendas, algo que não faz sentido levando em consideração que alguns funcionários confirmaram que a empresa é capaz de produzir este aparelho em grande escala.

Especificações do Xiaomi Mi Mix Alpha:

O smartphone futurista da marca chinesa possui uma tela OLED flexível de 7,92" com resolução de 2250 x 2088 pixels. Por dentro, temos o processador Snapdragon 855+, aliado a 12GB de RAM e 512GB de armazenamento UFS 3.0.

No departamento de câmeras, existem três sensores na traseira, sendo o principal de 108MP, o secundário telefoto de 12MP com zoom óptico de 2x, e o terciário grande angular de 20MP. Não há câmera frontal, dado que as câmeras principais são usadas para capturar as selfies.

Para manter o Mi Mix Alpha ligado, a Xiaomi inseriu uma bateria de 4.050 mAh com carregamento rápido de 40W. Em software, a MIUI 11 baseada no Android 10 vem instalada de fábrica.