Xiaomi zomba da Huawei pela falta de serviços do Google na caixa do Mi 10 Pro

A caixa de varejo do Mi 10 Pro vendido na Europa traz uma frase que claramente zomba da Huawei pelo fato da empresa não poder usar os serviços do Google em seus smartphones.

Xiaomi zomba da Huawei pela falta de serviços do Google na caixa do Mi 10 Pro

As maiores fabricantes de smartphones do mundo estão sempre buscando maneiras de zombar suas rivais, seja em comerciais de TV, na internet ou até mesmo em seus produtos. Samsung e Apple são as mais conhecidas, mas nos últimos anos, a Xiaomi também entrou nessa "disputa".

No final do mês passado, a empresa apresentou o Mi 10 e Mi 10 Pro na Europa, e agora que esses modelos começaram a chegar nas mãos dos consumidores, muitos notaram a seguinte inscrição na caixa de varejo da versão Pro: "com fácil acesso aos aplicativos do Google que você mais usa". Isso claramente é uma estratégia de marketing que tem como alvo a Huawei, cujos smartphones são bastante populares naquele região.

Essa inscrição na caixa do Mi 10 Pro gerou polêmicas

Sabemos que, devido aos problemas com os Estados Unidos, a gigante chinesa não pode usar os serviços do Google em seus aparelhos, algo que começou na linha Mate 30 e agora afeta todos os novos modelos, incluindo a linha P40. No país sede da Huawei isso não é um problema, mas na Europa, não ter os aplicativos do Google instalados de fábrica pode influenciar nas vendas.

No entanto, apesar da Xiaomi ter "atacado" sua concorrente, parece que essa inscrição na caixa do Mi 10 Pro é um dos requisitos promocionais do próprio Google no último contrato de parceria. Um porta-voz da empresa disse que a frase é semelhante ao "Powered by Android" e aos adesivos "Intel Inside" estampados nos computadores equipados com Intel. Ou seja, ela deve vir embarcada nos produtos.

Declaração da Xiaomi

De acordo com a declaração oficial, a frase apareceu no Mi 10 Pro porque o contrato da Xiaomi expirou e a empresa teve que renová-lo com o Google. Portanto, seu novo topo de linha foi o primeiro modelo a ser lançado depois que o requisito entrou em vigor.

De qualquer forma, essa decisão não foi vista com bons olhos, gerando discussões tanto na China quanto em outros mercados. Ainda assim, independente de tudo isso, acreditamos que a Xiaomi conseguirá registrar boas vendas na Europa, dado que o Mi 10 e Mi 10 Pro entregam o que a marca pode oferecer de melhor em câmeras e desempenho.

Samsung Galaxy M53 5G: dá uma olhada nesse celular!

Comentários
Minha foto
Insira um comentário