Bateria feita de grafeno já está pronta para chegar nos smartphones

A Real Graphene anunciou que sua bateria de grafeno já pode ser utilizada pelas fabricantes de smartphones. O material promete entregar maior vida útil e recarga mais rápida.

Por Smartphones Pular para comentários
Bateria feita de grafeno já está pronta para chegar nos smartphones

O mercado de smartphones evoluí consideravelmente a cada ano, com diversas fabricantes apostando em processadores competentes, câmeras de alta resolução e telas com grande taxa de atualização, por exemplo.

No entanto, existe um ponto em que a indústria ainda não apresentou grandes mudanças: bateria. Por mais que os números sejam satisfatórios, com alguns modelos chegando aos 5.000 mAh, e a tecnologia de carregamento rápido continue apresentando melhorias, como os 65W de potência do Realme X2 Pro, todas as baterias ainda são feitas de lítio, um material que embora não seja ruim, possui algumas limitações.

Então, buscando entregar uma célula de energia que mantém uma baixa temperatura, carrega mais rápido e possui uma maior vida útil, a empresa norte-americana Real Graphene anunciou que sua bateria feita de grafeno já está pronta para ser usada nos smartphones.

A companhia revelou que algumas unidades já foram enviadas para empresas parceiras, mas o nome delas não foi divulgado. Samuel Gong, CEO da Real Graphene, disse que uma bateria de lítio de 3.000 mAh precisa de 90 minutos para ser recarregada por completo, enquanto que a bateria de grafeno de mesma capacidade consegue esse feito em apenas 20 minutos.

Além disso, a durabilidade é outro fator importante, dado que a bateria com esse novo material pode sofrer até 1.500 ciclos de recarga, enquanto que as baterias atuais suportam de 300 a 500 ciclos. O executivo também destacou que a bateria gera menos calor.

De qualquer forma, é bastante provável que a implementação das baterias de grafeno demore algum tempo para acontecer, afinal, esse material é caro e complexo, e devido ao seu alto custo, pode representar 30% do valor do smartphone.

Comentários:
Carregar comentários