Afinal, para que servem quatro câmeras em um smartphone?

Múltiplas câmeras começaram a surgir nos aparelhos celulares para atender a demanda de qualidade fotográfica mantendo a finura do aparelho.

Por Smartphones Pular para comentários
Afinal, para que servem quatro câmeras em um smartphone?

Empresas fabricantes de smartphones enfrentaram um impasse por uma grande demanda de qualidade fotográfica nos celulares, enquanto ainda exigindo finura no aparelho. Enquanto se quer performance em todos os aspectos, também se procura um dispositivo compacto. Assim, os módulos de câmeras tem um espaço extremamente limitado para entregar resultados excepcionais. Por isso, os designers tiveram que inovar com as crescentes dimensões laterais e verticais dos smartphones para partir funções de câmeras potentes e grandes em múltiplos sensores menores que trabalham em conjunto.

Com múltiplas câmeras, inúmeras possibilidades se formaram. Zoom, melhor HDR, modos retrato, 3D e de baixa luz, tudo com sensores dedicados somente a uma dessas funções. Algumas lentes extremamente populares entre smartphones quad-câmera são as telefoto, ampla angular e de profundidade.

Imagem ilustrativa das funções de múltiplas câmeras - slashgear.com
Imagem ilustrativa das funções de múltiplas câmeras - slashgear.com

Até a introdução do iPhone 7 Plus em 2016, o zoom presente em smartphones era completamente digital. Alguns dispositivos então começaram a surgir com uma promessa de dedicação ao zoom ótico ( o que na época era possível com smartphones mais robustos e grossos). Mas o design de lente por si só já dificultava e muito encaixar um zoom dentro de uma lente complexa presente em um smartphone. Se precisa de espaço para tudo isso. Agora, separar o zoom da outra lente e as conectar em funcionamento conjunto, isso sim se adapta infinitamente melhor ao corpo dos smartphones atuais.

Já quanto a lentes telefoto, a vantagem mais óbvia seria ter uma câmera completamente dedicada a qualidade de imagens com longas distâncias focais com zoom digital, uma lente que surgiu para substituir o zoom ótico que consome muito espaço. Mas ainda é outro recurso difícil de incorporar em um único sensor sem aumentar seu tamanho e grossura. Com um sensor telefoto, um smartphone por captar imagens com qualidade e foco de múltiplos planos, já que há lentes individuais que se dedicam somente a isso para então mesclar suas capturas em uma única imagem com qualidade aumentada.

O mesmo princípio segue para lentes ampla angulares que foram introduzidas nos smartphones praticamente já na era de câmera múltiplas, dando ao aparelho a capacidade de capturar imagens com grande amplitude. Se trata de uma melhora para "modos paisagem", capturando uma área mais larga, que atualmente, chega a 120 graus no smartphones quad-câmera.

Há também o sensor de profundidade na maioria dos quad-câmera atuais. Um sensor dedicado a capturar planos e profundidade de maneira a "borrar" o plano não desejado, deixando em evidência o foco principal. Alguns fabricantes também oferecem lentes macro, que servem para possibilitar o foco em curtíssimas distâncias e capturar detalhes incríveis de textura.

Mas todo smartphone quad-câmera tem um sensor principal, que geralmente é o encarregado dos mega-pixels. Assim, sensores principais geralmente são os com mais MP na câmera, encarregado pela captura em luz alta ou baixa, com os MP sendo o fator chave para a qualidade da imagem, geralmente entre 24 e 64 MP.

Leia também: Review Motorola One Zoom - O Motorola Z4 que não veio para o Brasil. Acompanhe as últimas notícias de tecnologia aqui no Oficina da Net. Sempre trazendo conteúdos novos e produtos interessantes.

Compartilhe com seus amigos:
Comentários:
Carregar comentários