Apple se manifesta sobre o caso da substituição das baterias do iPhone

Parece que a Apple busca cada vez mais amarrar seus usuários às assistências técnicas oficiais e às peças de reposição originais. Bom, nesse caso, se a peça for original e trocada por terceiros também há problemas.

Por Smartphones Pular para comentários

A Apple tem sido acusada de fazer todo o possível para que seus clientes passem pelo seu próprio programa de substituição de baterias do iPhone, em vez de procurar os serviços de reparo terceirizados.

A empresa de Cupertino explica em uma declaração que esta é uma questão de segurança.

Há poucos dias, a Apple foi acusada de desativar um recurso do iPhone se a bateria fosse substituída por um terceiro. Especialistas em desmontagem e reparo de smartphones do iFixit explicaram que o iOS não está mais fornecendo informações de saúde da bateria se não tiver sido colocado diretamente pela empresa.

Uma mensagem de erro aparece para os usuários. Eles viram isso como uma maneira da Apple forçar os usuários a passarem pelo seu próprio programa de substituição de baterias. Que é muito mais caro que um reparador de terceiros.

A Apple responde à polêmica em um comunicado enviado ao iMore. Para o grupo dos EUA, esta política está em vigor apenas por razões de segurança.

"Levamos a segurança de nossos clientes muito a sério e queremos garantir que qualquer substituição de bateria seja feita corretamente. Existem hoje mais de 1.800 provedores de serviços nos EUA que possuem autorização da Apple. Portanto, nossos clientes têm acesso ainda mais conveniente a reparos de qualidade. No ano passado, introduzimos um novo recurso para notificar os clientes. Essas informações estão lá para ajudar a proteger nossos clientes de baterias danificadas, de baixa qualidade ou usadas. O que pode levar a problemas de segurança ou desempenho. Esta notificação não afeta a capacidade do cliente de usar o telefone após um reparo não autorizado", diz a Apple.

Lembramos que a Apple adicionou novos recursos relacionados à bateria no iOS. Após a controvérsia, o iPhone desacelerou voluntariamente em caso de bateria que começa a degradar.

A marca lançou um extenso programa de troca de bateria em alguns modelos. Ele deu aos usuários a opção de verificar o status da bateria. Então eles sabem se precisam substituí-lo. Ou quando ela resolve dizer que é hora de gastar mais com seus iPhones.

Compartilhe com seus amigos:
Bernardo Silva
Bernardo Silva Louco por tecnologia, amo velocidade e sou apaixonado por comida.
FACEBOOK // TWITTER: @bgssilva
Quer conversar com o(a) Bernardo, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(26,59%)
Câmera(14,29%)
Performance(51,59%)
Aparência(2,78%)
Tela(4,76%)