Xiaomi Mi 9 recebe versão teste de Android Q – veja análise

Diretor do Departamento de Smartphones da Xiaomi postou em uma rede social chinesa seu Mi 9 rodando o Android Q. Ele fez uma lista de bugs que foram identificados e pediu para usuários postarem feedbacks no fórum da marca.

Por | @andressaisfer Smartphones Pular para comentários

O novo sistema operacional Android Q está sendo disponibilizado em fase de testes para diversas marcas parceiras da Google – entre elas a Xiaomi. O diretor do Departamento de Smartphones da marca, Zhang Guoquan, postou recentemente em uma rede social chinesa o modelo Xiaomi Mi 9 rodando Android Q e fez uma análise do sistema.

Guoguan ainda postou uma foto mostrando o celular. Pelo que tudo indica, o aparelho está executando a versão internacional do sistema, uma vez que pelas imagens é possível ver que não há apenas aplicativos da Google Play Store.

 Imagem postada por Zhang Guoguan em uma rede social chinesa mostra o Android Q rodando em seu Xiaomi Mi 9.Imagem postada por Zhang Guoguan em uma rede social chinesa mostra o Android Q rodando em seu Xiaomi Mi 9.

O diretor da Xiaomi fez uma lista de bugs que foram notados no Android Q para aparelhos de sua marca, sendo eles: o alarme não toca quando o dispositivo está desligado, o aparelho reinicia após o usuário selecionar a opção de projetar a tela no “Tela sem Fio”, usuários podem perder a habilidade de alterar as cores da tela e de adicionar uma nova impressão digital, entre outros.

Um dos aplicativos que mais apresentou problemas com a atualização do sistema operacional foi o Configurações – segundo Guoguan, este app parou de responder após três ações: ao desativar o atalho para silenciar o dispositivo, ao abrir o menu “Gestos” e ao selecionar a opção “Brilho Automático”.

Guoguan ainda informou que podem existir outros bugs que não foram listados até o momento. Ele pediu a usuários do Xiaomi Mi 9 para enviarem feedbacks com as falhas encontradas por meio do fórum oficial da marca.

O Android Q

O novo sistema da Google foi lançado ainda em março e apresenta diversas novidades para usuários de smartphones da marca.

A primeira mudança é o tema escuro, que retornou ao Android nessa atualização. Ele possibilita aos usuários optarem pela paleta de cores usada no celular – o que interfere no consumo de energia do aparelho e na fadiga visual.

A atualização do sistema traz também mudanças na opção “Gestos”, que já existia antigamente, mas não era tão prático quanto o do iOS.  No Android Q, a Google se assemelhou a Apple com controles similares ao da maçã.

O Android Q ainda tem a capacidade de ler e entender mensagens que o usuário recebe, formulando três opções de respostas que podem ser selecionadas ainda na tela de notificações. O novo sistema também traz o Modo Foco, que permite criar grupo de apps que terão as notificações ignoradas.

Android Q traz melhorias no recurso "Gestos".Android Q traz melhorias no recurso "Gestos".

O Bem-Estar também recebeu melhorias no novo sistema, permitindo que pais possam dar um tempo bônus ao seu filho caso ele esteja jogando e seu tempo esgote antes dele completar uma fase, por exemplo.

Pensando nos celulares dobráveis, o Android Q também já tem suporte nativo – o que impede que aplicativos sejam pausados ao dobrar ou abrir a tela do celular, por exemplo.

No quesito segurança, a Google agora vai liberar updates mais críticos diretamente pela Play Store, o que fará com que usuários não precisem esperar a liberação por fabricantes dos celulares.

Por último, a Google desenvolveu em seu novo sistema uma função que permite legendar vídeos e podcasts em tempo real sem precisar de internet. O foco desse recurso são deficientes auditivos, mas também serve para qualquer pessoa que deseja assistir um vídeo em um local barulhento, por exemplo.

Assista ao nosso último vídeo:
Inscreva-se no canal