E lá vamos nós: Huawei pretende voltar ao Brasil

Huawei está retornando ao Brasil em maio e o que se sabe até então é que teremos primeiramente disponível no varejo aparelhos da linha premium. Será que agora a empresa veio para ficar? Veremos.

Por Smartphones Pular para comentários

A gigante Huawei, empresa líder no mercado chinês no segmento de smartphones, está retornando ao Brasil, após quatro anos. Isso porque a companhia vai disponibilizar alguns dispositivos da linha premium por aqui. Entretanto, ainda não se tem informações sobre quais os modelos.

Rumores indicavam uma parceria com a Positivo para retorno em solo brasileiro, o que não ocorreu. Contudo, o retorno da Huawei já está confirmado e já tem data, ou seja, em maio teremos aparelhos da fabricante disponíveis no Brasil.

Ketrina Dunagan, vice-presidente sênior de marketing da Huawei nas Américas, disse em entrevista ao Estadão "Queremos trazer ao Brasil as tecnologias mais inovadoras que temos". Segundo informação da executiva, os dispositivos que serão disponibilizados nas lojas em maio serão importados. Contudo, disse também que o objetivo da companhia é montar os aparelhos por aqui até o final de 2018 e para isso, conta com eventuais parceiros.

"O Brasil é um mercado complexo pela estrutura tarifária. Não dá para vencer aqui se você não tiver fabricação local", citou a executiva. Neste contexto, está senso contratada uma equipe, com áreas de logística, vendas e marketing.

Huawei P20 ProHuawei P20 Pro

Vale ressaltar que a companhia, em 2018, lançou ao mercado o primeiro smartphone com triplo sistema de câmeras, onde testes de benchmarking apontaram que Huawei P20 Pro é o smartphone com o melhor sistema de câmeras. Posteriormente, em fevereiro, a fabricante apresentou o Mate X, surpreendendo com o seu dobrável 5G, tecnologia utilizada pela companhia para também melhorar a infraestrutura da rede.

O investimento em inovação vem dando bons resultados a Hauwei, isso porque a companhia, segundo dados da consultoria Gartner, saltou de 5,5% do mercado global para 13% em 2018. "Queremos ser líderes globais em até dois anos", diz Ketrina. No ano passado, as vendas cresceram 35% em unidades.

Em solo brasileiro, acordos com varejistas também estariam sendo executados "No lançamento, os brasileiros poderão ver e testar os produtos no varejo", garante a executiva.

A empresa certamente terá alguns desafios em solo brasileiro, isso porque para começo de história, menos de 1% dos consumidores brasileiros conhecem a marca, com base em uma pesquisa realizada em setembro de 2018 pela consultoria IDC Brasil. Renato Meirelles, analista da IDC, disse "Preço vai ser importante, mas a empresa terá de convencer que é melhor que Apple e Samsung".

Com base na opinião de analistas, a estratégia adotada pela companhia em vender no Brasil aparelhos da linha premium, o quer dizer também que serão os mais caros, é uma medida acertada. Segundo o analista da IDC "Hoje, o brasileiro não está mais comprando seu primeiro celular, mas trocando seu aparelho por modelos mais caros".

Mais sobre: huawei, smartphones, Brasil
Compartilhe com seus amigos:
Fernanda Beling
Fernanda Beling Administradora, apaixonada por tecnologia. Amante de livros, séries e filmes.
FACEBOOK // INSTAGRAM: @fsbeling // TWITTER: @fsbeling
Quer conversar com o(a) Fernanda, comente:
Carregar comentários
O que é mais importante em um smartphone?
Bateria(27,37%)
Câmera(10,78%)
Performance(57,20%)
Aparência(2,32%)
Tela(2,32%)