A Xiaomi está retornando ao mercado brasileiro. A companhia é conhecida por trazer ao mercado aparelhos com design inovador, boas especificações e bons preços. Há três anos a Xiaomi tentou se inserir ao mercado brasileiro, porém, não obteve bons resultados, o que fez com que a empresa desistisse de investir por aqui.

Contudo, como já noticiamos na semana passada e inclusive ontem (18), a DL Eletrônicos solicitou registro de três aparelhos da Xiaomi juntamente a Anatel, sendo que um dos modelos já foi homologado, no caso, o Pocophone F1. Outros dois modelos também foram identificados na Anatel, o Redmi Note 6 Pro e o Mi 6X, mas os documentos com a homologação ainda não estavam disponíveis.

Entretanto, ontem (18) uma nota oficial do gerente de produtos da DL, Luciano Neto, esclareceu que a companhia chinesa vai comercializar, inicialmente, dois modelos no Brasil: o Redmi Note 6 Pro e o Pocophone F1. Contudo, ainda não se tem informações sobre o preço dos aparelhos.

Porém, com base nos preços no site da Amazon, o Redmi Note 6 Pro custará em média entre R$ 1.048 e R$ 1.398. Já o Pocophone F1 fica na faixa de R$ 1.820 e R$ 1.960. De acordo com informações da DL Eletrônicos as vendas dos smartphones vão iniciar em lojas físicas da Ricardo Eletro e também online.

Redmi Note 6 Pro

O Redmi Note 6 Pro da Xiaomi foi lançado em março de 2018. Ele chegou com o chipset Snapdragon 636 Qualcomm SDM636 4x 1.8 GHz Kryo 260 + 4x 1.6 GHz Kryo 260, GPU Adreno 509, memória RAM de 3 GB, e armazenamento interno de 32 GB, expansível por Slot híbrido SIM/MicroSD Micro SD atè 256 GB.

Redmi Note 6 Pro
Redmi Note 6 Pro

A bateria é de 4000 mAh. A tela de 6.26, com resolução 1080 x 2280 pixel tem densidade de pixels de 403 ppi, usa tecnologia IPS LCD com proteção Gorilla Glass.

As câmeras são de 12 Mp (f/1.9)+ 5 Mp (f/2.2) na principal e 20 Mp (f/2.0) na câmera frontal. A principal tem abertura de F 1.9 + F 2, conta com FLASH LED. Ela grava vídeos em 4K (2160p), a 30 fps. A conectividade Wi-Fi é 802.11 a/b/g/n, tem Bluetooth 5.0 com A2DP/LE, entrada Micro USB 2.0. Já a rede de dados móveis é GPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA, HSPA+ e LTE.

Pocophone F1

O Pocophone F1 da Xiaomi também foi revelado em março de 2018. Ele chegou com o chipset Snapdragon 845 Qualcomm SDM845 4x 2.8 GHz Kryo 385 Gold + 4x 1.8 GHz Kryo 385 Silver, GPU Adreno 630, memória RAM de 6 GB, e armazenamento interno de 128 GB, expansível por Slot híbrido SIM/MicroSD Micro SD até 256 GB.

Pocophone F1
Pocophone F1


A bateria é de 4000 mAh. A tela de 6.18, com resolução 1080 x 2246 pixel tem densidade de pixels de 403 ppi, usa tecnologia IPS LCD com proteção Gorilla Glass.

As câmeras são de 12 Mp + 5 Mp na principal e 20 Mp F 2 na câmera frontal. A principal tem abertura de F 1.9 + F 2, conta com FLASH LED. Ela grava vídeos em 4K (2160p), a 30 fps. A conectividade Wi-Fi é 802.11 a/b/g/n/ac, tem Bluetooth 5.0 com A2DP/LE/aptX, entrada Type-C 2.0. Já a rede de dados móveis é GPRS, EDGE, UMTS, HSDPA, HSUPA, HSPA+ e LTE.

Vale ressaltar que várias marcas estrangeiras já disputam o mercado brasileiro de celulares, como é o caso da Samsung, Motorola, Apple e LG. A Xiaomi também esteve presente no mercado brasileiro cerca de três anos atrás, porém, não conseguiu montar um sistema de venda no varejo físico eficaz.