Oficina da Net Logo

Smartphones devem ficar quase 20% mais caros, diz IDC

A IDC menciona que um aparelho no Brasil, neste ano, poderá chegar a R$ 10 mil. “Lançamentos de smartphones atingirão a barreira dos R$ 10 mil”.

Por | @oficinadanet Smartphones 3 comentários

Uma noticia que não deve ser vista com bons olhos pelos brasileiros diz respeito a uma previsão da empresa de pesquisa de mercado IDC Brasil em relação ao mundo tecnológico. De acordo com a empresa, os celulares devem ficar, em média, 18% mais caros no país neste ano.

O fato deve-se a introdução de novo recursos aos aparelhos, como câmeras melhores, funções baseadas em inteligência artificial e mais memória, e também pela busca de aparelhos melhores, que faz com que os brasileiros estejam dispostos a pagar mais por um aparelho.

Smartphones devem ficar quase 20% mais caros, diz IDC.Smartphones devem ficar quase 20% mais caros, diz IDC. Leia em destaque: Moto G7: Motorola lançou nova família da linha G com preços de R$999 até R$1899.

A IDC menciona que um aparelho no Brasil, neste ano, poderá chegar a R$ 10 mil. “Lançamentos de smartphones atingirão a barreira dos R$ 10 mil”. A informação vai de acordo com aparelhos que já possuem a fama de careiros, como os iPhones. O iPhone XS Max e 512 GB, por exemplo, custa R$ 9.999.

“Em 2019, vamos ver o lançamento provável de aparelhos que custarão R$ 10 mil para o consumidor final. E haverá quem compre, porque o brasileiro médio já está indo para terceiro ou quarto aparelho, ele busca melhorias em relação ao que já possui”, defende a IDC.

Para completar, os PCs e os tablets terão os valores elevados, com média de aumento em torno de 7%. De qualquer forma, é esperado que o mercado movimente cerca de US$ 24,5 bilhões no setor neste ano.

A velha história é válida também nesta situação, se a procura por um produto, a tendência é que o preço não baixe. Então, se não estamos satisfeitos com os valores praticados, cabe a nós optar por uma compra ou aguardar uma queda de valores.

Comentários
Carregar comentários
Siga nossas redes sociais